(M)eu poema





arde no peito
canta no jeito
dança ao luar

Cicatriza feridas
Cumpre desejos
Fica no ar

Derrama alegrias
Sorve euforias
leva-me a dançar

Meu poema...
meu ritmo

a cirandar!

Vanessa Vieira
Imagem: tumblr

Do contra

O vento é forte
O peito, fraco

O tempo é frio
A cabeça, quente

A vida pede
O corpo, solta

O rio corre
E eu!?

Remo contra a maré!


Vanessa Vieira



Poesia


A poesia de Eraldo Amay


No dia seis de novembro, quando participava do 1º Sarau da Biblioteca Maurício de Souza,  tive o prazer de conhecer o Professor Eraldo Ravasco e sua poesia. 

No referido Sarau o Professor nos fez refletir sobre a importância de abrirmos nossos olhos e olhar com mais amor o mundo que nos cerca e nos presenteou com o belo poema que segue:

ECUMENISMO

os meus irmãos católicos rezam
já meus irmãos evangélicos oram
e meus irmãos kardecistas fazem preces
os meus irmãos hinduístas entoam mantras
e meus irmãos umbandistas cantam pontos
os meus irmãos ateus torcem
e têm pensamentos positivos

enquanto isso
os meus irmãos que não amam
e que também (sem fingimento)
não rezam
não oram
não fazem preces
não entoam mantras
não cantam pontos
não torcem
e nem têm pensamentos positivos
porque não amam sofrem
são tão infelizinhos

rezemos
oremos
façamos preces
entoemos mantras
cantemos pontos
torçamos
e tenhamos pensamentos positivos

pra que os irmãos que não amam
passem a amar
e conheçam consequentemente a alegria

Eraldo Amay

O livro mais recente do professor Eraldo - As bem aventuranças (poesias para Deus) - foi publicado em formato E-book. Que deixo aqui para aqueles que quiserem conhecer mais de perto este belíssimo trabalho! 


para mais informações sobre o livro


Passagem


Carros , ônibus, motos e bicicletas
tudo passava...


homens, mulheres, avós e crianças
todos passaram...


A noite, o dia, o sol e o vento
passavam

menos ela...
porque a rua era sua casa!

Vanessa Vieira
Imagem: tumnlr

Poesia é




Poesia é...
                                     
Poesia é minha oração diária,
Uma forma de deixar o coração se expressar!!!

Poesia é tempo versado na alma
é a vida em versos...

É desnudar a alma e dar voz ao coração,
essa coisa de Criança.

É a voz do coração pensando o amor ...
um mundo onde não tem regras,
 onde você pode expressar-se

 sem medo ,
sem julgamento ...

um suspiro da Alma.

É onde podemos expressar emoções em forma de escrita,
pintura e muito mais ...

Poesia, vai além de papel e caneta,
Está em tudo e em todos.

É  amar e se deixar ser amado pelas palavras...

Amor, amar... São sensações que não se definem,
demonstram-se.  

Só temos de abrir os olhos para poder enxergar ...

Poesia,
é  uma melodia que vem do fundo do coração.

por meio da poesia podemos dançar, flutuar, rodopiar
e enxergar o mundo de forma diferente.

Assim é a poesia, um gênero que não se define,
apenas sente.

É  amar em silêncio,
 É música de almas grandes e sentimentais .
é expressão de sentimentos que saem da alma!

Poesia é onde mostramos nossas alegrias ,
tristezas e muitos mais .

Poesia é
Um jeito encantado de falar da vida...
É ar que se respira.

Uma chatice...

Vida!!!



Edição: Vanessa Vieira


Obs.: Poesia em Co(N)junto - Um desafio realizado  na página Pensamentos Valem Mais que Ouro lá no facebook. Muito obrigada a todos que participaram.

Inspiração





Vejo um  papel em branco
Observo a caneta que dele se aproxima
Queima-me o peito e,
Sopra-me a consciência:
- É o verso querendo voz!!
Então,
Abro meu coração de poeta
Faço soar minha ”almaCanção”
Deixo brincar minhas mãos
Sou criança...
E no fim ou no início, não sei
Recebe o papel um ofício
A caneta um espaço
E o verso...
.
.
.
Sopro de vida!!!!!

Vanessa Vieira
Imagem: Tumblr


Poema escrito em homenagem ao 1º Sarau de poesia da Biblioteca Maurício de Souza - trabalho realizado pela Escola M. Nicomedes Theotônio Vieira ( veja aqui)

TreMe(n)do!






Essas mãos geladas...
Esse olhar perdido...

 Lugar conhecido
vibrando-se
desconhecido

Pela multidão
de gentes
e sentimentos.

Um ponto só
Com um desejo no peito
traz na garganta um nó.

E na consciência...?

Ah... Na consciência
um aviso:

- Não saia! É o medo!

Vanessa Vieira
Imagem: Google 

Cuore


Coração de tela
Acrílico sobre cores
anônimo
Pesquisas Google


Coração apertado
busca nos versos 
emoção.

coração angustiado 
busca no tempo
razão.

É sim!
É não!
É tudo e nada

Este coração
parado,
sabe-se fraco
sem canção

Bater mais forte
eis sua grande missão!


Vanessa Vieira



Olhar além dos olhos!


Roberta Dias


Olhar não significa apenas ver com os olhos, pelo contrário, significa estar aberto para enxergar além. Há algum tempo venho pensando sobre isso e aos poucos venho me convencendo de que o mundo é um espaço cheio de formas, possibilidades e ”tempos”. E que, de fato, não graça teria enxergá-lo apenas pelas ilusões óticas que nosso globo ocular nos dá?

Por isso digo bendito àquele que disse: - “eu não preciso ver para crer!” e também àquele que disse: - “Eu quero experimentar!”

Tenho aprendido que a vida é um espaço de criações e, embora o homem já tenha sentido necessidade de organizar os conhecimentos produzidos pelas gerações anteriores para facilitar os ensinos de hoje e do futuro, penso que ainda há muito que se organizar! Veja bem eu disse organizar!

Não, Não sou contra a escola, nem contra o governo. Não mesmo! Mas tenho olhares diferentes sobre estas instâncias e, talvez, alguém até já tenha mencionado em um livro ou um artigo o que vou dizer aqui, mas não me interessam agora as citações e sim a criatividade.

Para mim e em mim, nossos meninos deveriam aprender mais sobre a criatividade e, com ela, ir descobrindo as possibilidades que cada um tem dentro de si... Cada um com seu talento, com seu olhar compondo um todo. Parece brincadeira, mas ainda estamos longe dessa realidade. Somos adeptos às cópias!

O que disse ali em cima sobre crer, experimentar e ver é exatamente isso. Viver uma vida criativa, com ou sem dinheiro, mas com olhares valiosos.

Podes imaginar que tenho um pensamento utópico. E eu digo que sim, ele me move. Mas confesso também que meus olhos estão cansados de enxergar tanto sofrimento porque aqueles que olham, olham apenas com olhos da razão.

Vejam os jornais!! Quantas matérias e artigos de gente sofrendo ouvimos ou vemos por dia??? E o que fazem os jornalistas com estas informações???

Publicam. Apenas!

Também não sou contra os jornalistas, mas de fato assim o é!

Eu quero um olhar além, um olhar humano que não pense somente no dinheiro ou no desejo de aparecer... Eu quero a criatividade, a solidariedade de conviver e ajudar a viver.


Chega de pensar que as pessoas precisam de pena, elas precisam é de oportunidade e isso, com criatividade a gente pode fazer. Basta um olhar.

Vanessa Vieira

Enfim




Sem dó
Sem ré
Sem mi(m)

mesmo assim:

fa(z) sol
lá em si

Vanessa Vieira
Imagem; Tumblr

Por que ler um livro?

Gostei da brincadeira desta imagem e resolvi postar aqui os meus motivos. 
Se quiser fazer o mesmo...


Leio um livro para

** descobrir por onde andam minhas metades

**Conhecer novos caminhos

**viver novas experiências ( e contá-las depois)

**Acalmar minha alma

**Inquietar meus pensamentos

**Brincar de ser um monte de gente ao mesmo tempo

**Descobrir Histórias 

**Fazer histórias

**Dar asas à minha imaginação

E você, por que lê um livro?

Veja!!






O mundo
Está cheio de inveja
Estão cheias de invejas
As almas...

as casas, os carros,
as ruas, os templos...
tudo está cheio
de inveja!

Pessoas esquecem
de seus talentos
e buscam o que é dos outros


Compram,
brigam,
falam,
insultam
Para ter mais
E,
infelizmente
são menos...


Querendo ser o outros
deixam de enxergar  quem são
Não idealizam  a importância que têm
Se perdem

A inveja é a praga do mundo
Inimiga dos que não se amam
Fraqueza dos fortes
Insanidade da razão!

Um não e um sim
De um cruzamento

Chamado vida!

Vanessa Vieira

Agito



No papel
No teclado
na areia da praia
na parede das casas
no chão
ou na mão!

Com tinta
spray 
esferográfica 
grafite
ou batom!

Onde quer que for
e com o que for!

Esparrame letras!

Vanessa Vieira 
Imagem Tumblr

Não!



Ainda soa aos meus ouvidos
a voz daquele menino

Que tremia diante do medo
Mas pelo medo não se deixou dominar

Ainda penso
No seu rosto...

Tão novo!
Tão sério!

Tão certo!
e, Incerto...

Sua voz, suave, tímida e trêmula 
Falava sobre o peso

 o peso de três letras  
sobre um destino.

Deixou claro (Com seu medo)
Que o não está fora, mas também está  dentro

E com peso (ou sem peso)
Pelo sim pode ser vencido

E o sim!?
É o nós que fazemos diariamente

Dando Não

ao medo!


Vanessa Vieira
Imagem: Tumblr

Deixando soar as vozes que ouvi no 
Sarau de Poesia da hoje ( 06/11/2013)

Poema em primeira mão!


E hoje estou lá no Vidráguas! Na série poema em primeira mão! 

Confiram!



Espelhos

Tenho
o pensamento duro
áspero feito ferro


No entanto,
ao sopro de qualquer verso

Continue lendo aqui

"Internus"


Patrice Murciano

E o que hei de fazer
com as metades 
que sou?

Não me tenho no início
não me encontro no meio
e nem mesmo no fim!

Estou no entremeio 
do meio que parte
de onde não sei!

Virei-me num nó 
sem fim, sem fundo 
e com fardo confuso!

Sou nó infinito
do infinito 
de mim! 


Vanessa Vieira

Ser e não ser, o fim da questão!?


Valerie Galloway
Eu quero saber se por ai há alguém, que como eu ,foi jogado no trem na vida. Alguém que cresceu ouvindo as regras de um mundo caduco onde todo mundo quer mandar sem ao menos ter  razões ou competência para isso. Há alguém??

Há alguém que como eu, virou santo por obedecer estas regras?  Há quem foi tachado como o bonzinho da história por ser apenas mais um obediente sem causa?

E será que encontro alguém, que depois de muito tempo.... No meio do caminho desistiu desta história de ser levado pelos trilhos já prescritos por este trem e com quase força nenhuma o fez para?.  E num grito forte de “Eu quero descer! “ assustou todos os demais porque esperavam isso de todos menos daquele?

Há alguém, que mesmo depois de ter decido deste trem foi questionado, pressionado a voltar com justificações de aquele é o caminho certo, pois já estava arrumado. Era só seguir...

Há alguém, que com a razão pensou em voltar, mas lá no fundo tem no coração a certeza de que não é este o caminho certo a seguir? Alguém que está certo de que precisa viver no risco, na corda bamba da vida. Com as utopias que tem dentro de sua alma? 

Há alguém que sendo um só consegue ser tantos que nem se entende?  Há? Há alguém?

Há alguém que por noites e noites ficou sem dormir pensando no chute do balde que daria no dia seguinte e que na hora "H" só conseguiu cumprir o script e voltar pra casa com a derrota no peito?

Se não há. vou logo dizendo. Este alguém sou eu. SER HUMANO. Abarrotado de incertezas, cansado das hipocrisias e perguntas de um mundo injusto. Onde o que se tem para cumprir são ordens e ordens e mais ordens.


Hoje e daqui pra frente eu quero a desordem. E o resto, que venha comigo se quiser.

Vanessa Vieira

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas