Momento Inspirativo #13

abdecoral


Eu voei baixo, com cautela, mas abri as asas. E sabe, descobri o esplendor escondido em seus detalhes, diante das dificuldades do voo e imersa às belezas destes. Eu me descobri nos céus como quem se encontra com o lado mais belo da vida, se senta para analisar os "vacilos" e consegue ainda sorrir, tipicamente, como quem já vivera o suficiente para entender que tudo passa e o tempo é sim um remédio (não um mero clichê). Alcançar o céu, voar longe, arcar com o peso de si. Está aí a lista inebriante daquilo que eu vangloriaria por ter conquistado. Joguei-me como quem segura a mão de Deus e pede-o para seguir consigo, porque alçado foi um voo às cegas, ao desconhecido, repleto de temor mas envolto no manto de que precisa ser naquele momento. E eu temi, porém fui. Saltei do alto, com a certeza de que havia grandes chances de simplesmente decair e me 'espedaçar' ao chão. Consta as previsões que essa seria a consequência. Mas deu certo, sabia? As previsões erraram. Eu voei. Me libertei. E no apesar dos pesares, eu finalmente fui feliz. Finalmente me encontrei.

Comentários
0 Comentários

0 Comentários:

Postar um comentário

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas