ABRI OS OLHOS...

Sem palavras para descrever a emoção que essa música me causa
belíssimo conjunto, voz, melodia e harmonia! confiram!




Sei mais do que eu quis
Mais do que sou
E sei do que sei
Só não sei viver
Sem querer ser
Mais do que sou
O fato é o ato da procura
E a cura não resiste só
O que era certo eu descobri
Nem sempre era o melhor
Abri os olhos
Não consigo mais fechar
Assisto em silêncio
Até o que eu não quero enxergar
Não sei afastar
A dor de saber
Que o saber não há
Só não sei dizer
Se esse meu ver
Se pode explicar
Enquanto eu penso, tanto entendo
Que é mais fácil não pensar
O que era certo, eu aprendi
A sempre questionar
Abri os olhos
Não consigo mais fechar
Assisto em silêncio
Até o que eu não quero enxergar
Abri os olhos
Não consigo mais fechar
Assisto em silêncio
Até o que eu não quero enxergar
Sei mais do que eu quis
Mais do que sou
E sei do que sei
Abri os olhos
Não consigo mais fechar
Assisto em silêncio
Até o que eu não quero enxergar
Abri os olhos
Não consigo mais fechar
Assisto em silêncio
Até o que eu não quero enxergar


FAÇA AMOR COM AS PALAVRAS

Esses dias estava andando por ai
Encontrei um amigo que andava sumido
Perdido, entre as ruas da vida.
Fiquei encantada quando ele
Demonstrou sua, ainda, capacidade de me conhecer.
Eu estava cansada... triste para dizer a verdade
Meus pensamentos andavam distorcidos
As palavras de mim fugiam...
Enfim...
Minha consciência estava um tanto quanto perturbada.
-Faça amor com as palavras!
foi o que ouvi após, melancólicamente,
relatar a ele  o que acontecia
- Sim! Faça amor com as palavras!
- Como assim? Perguntei.
- Oh! Minha cara, essas coisas sninguém ensina
A gente aprende...
Dou-lhe apenas um conselho:
-Ame loucamente as palavras e elas não fugirão mais de você!
Ali memo os despedimos
E olha só no que deu toda aquela conversa...
As palavras estão de volta
E bincam com meus pensamentos!
  Dedico esse post aos amigos
Assis Freitas &
Primeira Pessoa!
Abraços

UMA HISTÓRIA E AS PALAVRAS

Inquietação...
Insônia...
De repente percebo que há uma história
Querendo ser escrita.
Puxo a cadeira pego o papel e a caneta
as ideias estão confusas...
Tenho que voltar os olhos
Para o que há de mais profundo em mim!
Vejo escuridão!
Indecisão! Confusão...
Num instante todas as palavras somem
Saem  correndo...!
Correndo de mim? As palavras?
Por quê?
Insisto mais um pouco...
 Até que recordo...
Não é preciso forçá-las
Pois na hora certa elas vêm...
Apoio a caneta sobre o papel,
Afasto a cadeira...
E vagamente volto para minha...
Realidade!?
Certa de que um dia
Elas retornarão
E me deixarão escrever
A história com a qual sonhei!
"Ai palavras! Ai! Palavras...

Que alegria me traz...
Um instrumento bem tocado...
Uma plano bem traçado...
Um amor bem vivido...
Uma vida com sentido!
Alegria e êxtase...
é o que sinto quando ao meu redor
há pelo menos
organização!


HUMANOS



Que tarefa difícil é a tarefa de lidar com seres humanos,
Principlamente os de hoje
Que de uma forma mais do que imbecil (com o perdão da palavra)
Se deixaram dominar pelas artimanhas
E delírios que o poder os proporciona.

Que tarefa difícil é lidar com seres humanos que desconhecem
a sua própria capacidade de amar e de serem amados
Difícil, lidar com aqueles que no auge de suas loucuras
Cometem graves injustiças
Para mostrar seu domínio, seu brilho
e inconsequentemente sua cadedência e derradeiro tombo.

Oh humanos! Oh humanos!
Volvam às suas simplicidades
Retornem aos seus amores
Busquem alegrias
Mas usem vossas inteligências
Esqueçam-se das negligências!

A conquista se dá pelo amor
Incautos!

UMA NOVA HISTÓRIA...


Saudações aos meus amigos e companheiros!

O post de hoje, pelo menos por enquanto, será um pouco diferente, seu motivo é divulgação!
Estou criando um novo espaço.... 
Um espaço específico para histórias, contos, causos e encantos...
um pouco diferente do que tenho postado atualmente aqui no blog. Achei que não fosse conveniente misturar, 
ou melhor meu perfeccionismo não deixou. 
Mas... tudo bem!
Estou convidando vocês para conhecerem 
e se quiserem, é claro, me acompanhar nessa 
nova jornada!
Abraços fraternos
Vgvieira



RECEITA DE COMO SER UM BOM COMPANHEIRO

Comece com a sinceridade que é a base de uma amizade;
Depois adicione um pouco de compreensão, às vezes ela faz muita falta!
Coloque também uma pitada de alegria pois desta forma serás alegre e alegrarás os teus companheiros.
Exponha suas opiniões mas deixe que os outros também se manifestem...
Lembre-se que palavras ditas não há como trazer de volta.
Curta bastante seus amigos e não deixe que coisas pequenas te afaste dele!
Evite confusões, pois isso poderá desgastar sua amizade.
Recorde-se que a amizade tem seus altos e baixos,
Mas recorde-se também que se for uma amizade verdadeira
Ela sobreviverá a qualquer situação que seja.
Procure ser paciente e verás como é bom...
Ser e Ter um companheiro de todas as horas!


Perfeições!!!!

O perfeccionismo 

me consome
mas não 
deixarei 
que ele 
me destrua!

AMARGO DOCE

DOCE AMARGO, AMARGO DOCE
QUE AMARGO DOCE TU TENS MEU BEM!
É ESTRANHO, AMARGO E DOCE
O DOCE AMARGO QUE TENS!
AMARGO DOCE DE CAJU
DOCE AMARGO DE LARANJA
AMARGO DOCE DE MANGA NÃO MADURA
DOCE AMARGO
E AMARGO DOCE
É O DOCE ESTRANHO E AMARGO QUE TENS!

LEMBRANDO QUINTANA!

 Mário (o Quintana), nos disse:
Se desafiariam todas as estrelas se puxássemos
pela perna um grilo só...
Pior do que que isso aconteceria creio eu,
Pois além de desafiar as estrelas,
destruiríamos um dos principais componentes 
do Coral  Natureza.
Desafiaríamos as Estrelas e desafinaríamos os grilos!
Adoro Quintana!!


TROCADILHOS


A bala
Quando é doce traz alegrias
E quando é amarga traz a morte!



Nada me custa a espera
se comigo estiverem a caneta e o papel.

A CHUVA

Meu guarda-chuva quebrou
Justo no momento em que eu mais precisava dele!
Fúria e desprezo (pelo guarda-chuva),
Foram alguns dos sentimentos que me ocorreram...
Por quê? Logo agora?
Mas...
De repente, (e eu ainda estava em pé na porta de casa)
Me veio uma ideia: A câmera...
A câmera?
Sim! Por que não tirar uma foto desse momento sublime.
As nuvens carregadas derramam lágrimas sobre a terra!!!
Devia este ser um momento sublime, mesmo que não saibamos
Se estas lágrimas são de tristeza ou de alegria!
Pois sim! Vamos as fotos....
Clik, foi a primeira....
Clik, foi a segunda...
E outra ideia me ocorreu...                                                                                                        
Por que a necessidade do guarda-chuva?
O chuveiro me satisfaz!!!
A Praia, a cachoeira...
Situações diferentes?
Talvez...
Mas por que a chuva  incomoda tanto?
Respostas a essas perguntas ainda não encontrei.
Só sei que me dirigi ao trabalho
acompanhada de uma belíssima chuva
Sem guarda-chuva é claro.
Texto e Foto: Vanessa Vieira





PENSAMENTOS ...



A PRESSA QUANDO DÁ FRUTOS 
PRODUZ INCONSEQUENTES!

UM SÓ CORPO...

Duas figuras
Que representam um só corpo...
Uma só vida...
O tempo passa e as mudanças 
se manifestam
E então nos deparamos com:
Falas que se igualam...
Sentimentos que se cruzam
Gestos que se completam...
É incrível perceber 
O poder que tem uma união verdadeira....

O TEMPO

Queria que o tempo passasse rapidamente,
mas ele não passou!
As horas pareciam se arrastar pelo relógio
levando séculos para trazer até mim
uma nova hora...
É difícil entender o tempo!

O BARQUINHO

Vede cautelosamente vai
Um barquinho a navegar
E o vento que é o seu motor
Não o deixa parar
Minha vida é assim também
Não vivo no mar
Mas vivo a vagar
Sou como um
barquinho cruzador
mas quem me conduz
é o Senhor...

 Composição: (Paulo Cezar / Edson Cezar)

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas