Momento Pipoca: Supernatural (Série)

E aí meus pensadores queridos! Tudo bem com vocês? Olhem só quem apareceu de novo aqui.
Sim eu mesmo o Marcio... Depois que a Vanessa anunciou o retorno do Pensamentos Valem Ouro fiquei pensando o que poderia indicar para vocês, mas nunca me veio em mente o que poderia indicar "ela não pediu, fui eu quem quis vir aqui conversar com vocês".
Levou tempo e enfim resolvi indicar um seriado que estou amando acompanhar. Sempre que me lembro olho o Supernatural e espero que gostem. Vamos lá?


Supernatural (Sobrenatural no Brasil e em Portugal) é uma série de televisão norte-americana de fantasia sombria e urbana criada por Eric Kripke produzida pela Warner Bros. Television em parceria com a Wonderland Sound and Vision, que estreou em 13 de setembro de 2005 na The WB Television Network, e depois tornou-se parte da programação da The CW Television Network. A série narra a história de dois irmãos, Sam Winchester e Dean Winchester, interpretados respectivamente por Jared Padalecki e Jensen Ackles, que caçam demônios, fantasmas, monstros e outras criaturas sobrenaturais no mundo. [Leia mais]

Até o presente momento em que estou escrevendo essa postagem, assisti uma temporada inteira - sim são divididos em temporadas - atualmente possuem, se não me engano, doze (12) temporadas e nelas vemos os irmãos Winchester percorrendo o mundo para destruir tudo que interfira no plano que conhecemos como terra. De início percebemos que ambos querem descobrir quem foi que levou a mãe deles e após descobrem que a missão deles vai além dessa descoberta.

Esse é um seriado que recomendo para todos aqueles que não têm medo de suspense e coisas que deixam qualquer um se assegurando para não ir ao banheiro "posso falar assim?". Quando assisti pela primeira vez me encantei com o enredo e não desgrudei até terminar a primeira temporada - vou confessar: levei um século, mas terminei -  e quando terminei fiquei abismado com o conteúdo que tem essa série.

Eu não sou muito de coisas de terror, mas isso fez com que EU mudasse o modo de ver o gênero e, por isso, vim recomendar para vocês. Então fica a recomendação para todos que querem um seriado novo e não deixem de me recomendar algum aí nos comentários "a proposito: Esse seriado se encontra no Netflix".



Então é isso pessoal! Espero que tenham gostado dessa indicação, comentem aí em baixo o que acharam e se for a sua primeira vez aqui no blog, lhe convidamos a seguir e acompanhar as redes sociais do mesmo.

No mais é isso, muito obrigado pela sua atenção e até a próxima.
Tchaau

Café Poético (Kids) - Roseana Murray

Olá gente bonita! Preparados para a 2ª edição do nosso Café Poético Kids? Então vamos lá porque hoje é dia de alegrias por aqui!


Para o Café poético de hoje trouxe um poema muito lindo escrito pela Roseana Murray. A Roseana tem muitos trabalhos voltados para o público infantil e já posso dizer aqui que curo demais o jeito leve que ela tem de nos trazer assuntos dos mais diversos. Se você não conhece o trabalho dela, vale a pena conhecer! 

Bem, eu escolhi um poema que mexeu muito comigo desde a primeira vez que li. Ele está publicado em um livro muito lindo: Receitas de olhar. Por lá você encontra tantas receitas lindas que de tão lindas deixam a vida até mais suave e alegre. Vamos ver o poema?


RECEITA PARA ESPANTAR A TRISTEZA


Faça uma careta
e manda a tristeza 
pra longe, pro outro lado
do mar ou da lua

Vá par o meio da 
e plante bananeira
faça uma besteira


Depois estique os braços
apanhe a primeira estrela
e procure o melhor amigo
para um longo abraço

Roseana Murray




Sobre a Autora


Roseana Murray, nasceu no Rio de Janeiro, em 1950. Graduou-se em Literatura e Língua Francesa em 1973, pela Universidade de Nancy. Publicou seu primeiro livro infantil em 1980 e desde então tem quase 60 títulos publicados. Recebeu o Prêmio “O Melhor de Poesia” da FNLIJ nos anos 1986 (Fruta no Ponto, ed. FTD), 1990 (Artes e Ofícios, ed. FTD) e 1997 (Receitas de Olhar), O Prêmio APCA em 1990 com Artes e Ofícios e também recebeu o Prêmio Academia Brasileira de Letras em 2002 com o livro Jardins em parceria com Roger Mello.Desde 1994 faz parte da Lista de Honra do I.B.B.Y

Fonte
Poema: Livro Receitas de Olhar
Biografia: blog da autora - http://blogdaroseana.blogspot.com.br/

Momento inspirativo #16: Cartas de Romances Fracassados



Falar de Caio é cair em mar calmo que, inesperadamente, te arrebata com uma onda gigantesca, e finda, tristemente, em uma morte, afogada.

Era meados de outubro quando finalmente desisti de lutar contra as correntezas da pureza e beleza mais linda que era cair em seus braços. Lá estava eu, com os cacos reorganizados. Seu sorriso era convincente, o namoro que tanto te impedia havia terminado e suas atitudes mostravam afinco em correr atrás daquilo que queria. Era lindo!

Caio que foi poesia. Não me arrependo de passar noites claras e estreladas, sentada em meio a varanda, enquanto divertidamente escrevíamos textos um para o outro. Caio, que cai nas letras, que se finge de poeta e descrevia uma beleza pura de um algo recém construído.

Caio, que, em tardes ensolaradas, levava-me a campos verdes e floridos, sentava-se em meio ao verde e ensinava-me a beleza da meditação. Ele recitava poesias em suas palavras, cantarolava músicas pouco conhecidas e falava sobre a inebriante viagem que era viver em contato com a natureza.

Caio que tinha os olhos brilhantes, o sorriso largo, a gargalhada que espalhava som pelo apartamento todo. Ele mesmo, que atuava, madrugava para ir ao teatro e vivia em suas cenas. Ele era mil caras, mas no fundo, o mais belo era ele, o próprio Caio.

Caio quem manteve-se comigo e com ela. O qual, sem sobreavisos, despedaçou-me, mais uma vez, ao amanhecer de um domingo e um singelo texto "não deu. Amo minha ex. Segue em frente". Ironia tal que,  em vez de "em frente", me vi andando de ré aos cacos que achava ter reconstruído. 

Caio, do verbo cair, do substantivo próprio que o nomeia, da minha ida e vinda nessa história. Eu cai de amores por você e findei caindo de prantos. Caio, que me fizestes cair.

Ler para um Bebê. Por quê!?


Você já ouviu alguém dizer que gosta de ler desde que era bebezinho? Ou então já ouviu alguém contando sobre as histórias que ouvia quando era ainda bem pequeno? Tenho certeza que sim. Afinal, para alguns de nós as histórias se fizeram presentes desde muito cedo, não é mesmo? (Obrigada papais)

Arquivo pessoal
Mas o que eu quero conversar hoje com vocês é o motivo pelo qual esta leitura se torna tão importante na vida de nossos pequeninos. Há quem diga que quanto mais cedo a criança entra em contato com o livro, mais interessante e efetiva será no futuro sua alfabetização. Correto, mas não é só isso. A leitura abre muito mais caminhos do que podemos imaginar. 

Pesquisas confirmam que desde a 22ª semana de gestação os bebês já podem ouvir a voz das mamães e os pesquisadores estimulam as gestantes cantarem, contarem histórias e conversarem com seus bebês. Tudo isso para criar interação entre a mãe e a criança. E o mais bacana é que há registros de bebês que lembraram de músicas e histórias contadas quando ainda estavam na barriga. Eu mesma conheço um caso assim. 

Mas não é só na barriga! Depois que o bebê nasce este estímulo não pode parar. Por isso, reservar um momento diário de leitura com o bebê é importante porque dentre outras coisas: 

💬Traz momentos de calma: afinal a voz da mamãe ainda traz tranquilidade ao pequeno bebê;  

💬Estimula a audição e a memória: quando contamos histórias o ritmo e a entonação que damos às palavras e à nossa voz criam algo como uma musicalidade para o bebê e conforme vamos repetindo as histórias elas ficam lá guardadas e em algum momento voltam à tona, possibilitando ao pequeno novos momentos de aprendizagem e conexão entre o que aprendeu e o que está aprendendo;

💬Enriquece o vocabulário:  já parou para pensar a quantidade de palavras que podemos encontrar em uma historinha? Imagine quantas delas nossos pequenos registram. Não se espante, pois são muitas.  Se você é daqueles que acha que bebês são dispersos. Se enganou! Pode até parecer que eles não entendem, mas estão ligadinhos em tudo o que acontece ao redor.

Arquivo Pessoal
Mas eles não entenderão a história e não ficam quietos e se mexem o tempo todo? O que fazer? 

Estimule para que se mexam ainda mais!! A forma de comunicação dos bebês é esta. Percebem como mexem as perninhas e os bracinhos quando falamos com eles. Quanto mais se mexem e gritam, mais felizes demostram que estão. Basta você parar e reparar direitinho. Então, se na hora da leitura o bebê está se mexendo e querendo segurar o livro é sinal de que está gostando. Deixe que ele manuseie e vá apontando para as cenas enquanto lê. Eles curtem e acompanham com os olhinhos. 

Para terminar! Um fato importante de ser pensando sobre este estímulo é que, além de ser importante, ele precisa ser prazeroso. Logo, vai ter sim aquele dia em que o pequeno estará mais irritadiço e não demonstrará interesse pelo livro ou pela leitura. E neste caso será válido mudar a maneira de interação ou mesmo deixar a leitura para uma outra hora ou outro dia. Afinal, o que conta é o bem estar e a alegria de nosso pequenino certo!?

Arquivo Pessoal

No primeiro ano de vida os indicados são os Livros de banho, Livros de pano e Livros cartonados, sempre muito coloridos e com figuras grandes. Pois estes o bebê consegue manusear com facilidade e, como estão na fase de descoberta certamente, levarão à boca. 

Os livros de banho, como o próprio nome já revela são de plástico e são indicados para o momento do banho. Os de pano tem vários modelos. Alguns são de feltro onde a criança pode pregar e despregar peças que compõe a história. E os Cartonados, são aqueles com as páginas mais grossas que ajudam na passagem. Mais pra frente tratei detalhes sobre estes livros para vocês! Me aguardem!

❤❤❤❤❤

Bem, quis trazer esta reflexão aqui, pois muitas vezes a gente acha que o mundo dos pequenos é muito distante do nosso, mas não é tão longe assim. O livro pode permear nossas histórias desde muito cedo. 

Aconteceu comigo e já estou vendo resultados com meu pequeno. Não pode ver seu livrinho dando sopa que estica as mãozinhas para pegar. E vale a pena cada sorriso. Então, Se você é tio, tia, dindo, dinda, mamãe, papai ou titia. Corre para estimular a leitura. As crianças merecem entrar nas fantasias que a leitura nos proporciona! 

Beijinhos!



Parceria:
Maria Jacinta de Resende Borges

Animados para conhecer a nova autora Parceira do blog? Então chega mais porque a novidade é bem interessante. Vamos conhecer um pouquinho sobre a vida e a obra da Simpática Maria Jacinta De Resende Borges autora do livro "Os amantes da Gereis" Obra que também marca sua estreia como escritora na literatura brasileira. 

"Matilde e Théo sofrem muito por causa do amor proibido pelo pai da adolescente. 
Será que eles vencerão a luta?"


Sobre o Livro

Sinopse:


Ao salvar Matilde do estouro da boiada, Théo jamais imaginou que sua vida mudaria vertiginosamente a partir desse seu gesto. Quando Matilde conseguiu sair daquela caverna tenebrosa pelas mãos de um garboso e experiente cavaleiro, não sabia que estava prestes a conhecer o amor e atrair para si extremos sacrifícios. A rica herdeira e o esforçado tropeiro logo se apaixonaram. Mas, cedo caíram nas malhas de uma infeliz intriga familiar. A força do amor não foi suficiente para remover os obstáculos que impediriam a união dos dois. O namoro mantido em sigilo e vivenciado em toda sua plenitude traria sérias consequências para eles. O casal enamorado seria capaz de desfazer a trama urdida pelo Coronel Joaquim, pai de Matilde? Até quando eles suportariam o peso daquele segredo? Enfim, o romance vivido intensamente nos sertões das Alterosas, nas primeiras décadas do século XX, poderia ser classificado como uma nova versão do amor de Romeu e Julieta? Só o tempo , como senhor da razão,conseguiria aliviar a angústia dos Amantes das Gerais. 


Sobre a autora



Maria Jacinta de Resende Borges, nasceu em Perdizes, MG. Viveu em Uberaba durante infância e juventude, estudou nos colégios São Tarcísio e São Judas Tadeu, onde concluiu o curso normal. Iniciou seu trabalho como professora no Grupo Escolar Jacques Gonçalves em 1970. Mora atualmente em Sertãozinho – SP onde deu continuidade ao seu trabalho e, paralelamente, aos seus estudos com os cursos de: Pedagogia, em 1986 – Jaboticabal – SP; Didática para a modernidade, em 1996 – Franca - SP ; Bacharel em Direito, em 2007, na UNIP – Ribeirão Preto – SP; Prestou concurso para Diretor de Escola em 1988, assumindo o cargo em 1992, sendo que passou por várias escolas até a sua aposentadoria, em 2010, na EE Professor Bruno Pieroni , em Sertãozinho –SP.


Já estou ansiosa para trazer mais informações sobre esta obra para vocês. Mas enquanto a leitura se faz tem umas informações bem interessantes que você pode obter lá no site da obra. 


Por lá você pode encontrar comentário de leitores sobre o livro, assistir ao book Trailer e ainda se cadastrar para ler as primeiras páginas da obra de forma gratuita! Interessante não é? Então passa lá pra conhecer um pouquinho mais. Eu curti bastante. E loguinho terá algumas impressões aqui para vocês. 

Nossas boas vindas à Maria Jacinta e que nossa parceria seja uma parceria de Sucesso! 

Até breve pessoal!



Momento Pipoca: Stranger Things - 1ª temporada

E aí pensadores! Tudo bem com vocês?
No Momento Pipoca de hoje venho indicar uma série que está atualmente no Netflix e que me deixou sem saber o que fazer. Falo da 1ª Temporada de Stranger Things (já estou assistindo a 2ª temporada).


É uma série de televisão americana de ficção científica e terror criada, escrita, dirigida e co-executiva produzida pelos irmãos Matt e Ross Duffer, assim como co-executiva produzida por Shawn Levy e Dan Cohen, sendo distribuída pela Netflix.

A série se passa na década de 1980, e é altamente tematizada pelos elementos culturais da época, com uma trilha sonora toda remetente aos marcantes sintetizadores da época e inúmeras referências à obras de Steven Spielberg, John Carpenter e Stephen King, considerados as grandes inspirações dos Irmãos Duffer para a realização do projeto. Na trama, um garoto desaparece misteriosamente na pequena cidade de Hawkins, Indiana, e faz seus amigos partirem por sua busca, que, no caminho, encontram uma estranha garota com poderes telecinéticos.

Essa série foi me indicada por uma amiga literária que fiz aqui na blogosfera e quando assisti os três primeiros capítulos fiquei querendo mais. Já vou dizendo para se encaso assistirem, que seja de dia por que isso vicia e você não desgrudará da telinha enquanto não acabar.


Além do mais! Essa série mostra o quanto é importante uma amizade sincera e a união de todos para se ajudarem, mostrando também a rebeldia dos jovens lutando contra a ditadura de seus pais... Um universo que não te deixará em paz fazendo com que se impressione com os mistérios do mundo.

Não posso falar muito dos personagens porque largaria Spoiler na certa. Espero que gostem dessa minha indicação e cuidado com o desconhecido, pois ele pode te deixar sem ar.



Então é isso pessoal! Espero que tenham gostado dessa indicação, comentem aí em baixo o que acharam e se for a sua primeira vez aqui no PVO, lhe convidamos a seguir e acompanhar as redes sociais do mesmo.

No mais é isso, muito obrigado pela sua atenção e até a próxima.
Tchaau

Toque Literário - O âmago em poema


O âmago em poema
por Sheila Cadoso


A poesia deixa-nos leve, nossa alma transformada em luz; É o lapidar da pedra bruta, o poema em essência... Imagine a mente visualizando o algo, e dali, daqui a pouco nasce o belo: O ler, o pensar e o escrever. Não necessariamente nesta ordem, mas confesse, é ou não é um trio maravilhoso da composição literária?

Tens pensado? Coloque-o no papel. Ao lapidar o seu eu surgirá um poema! como o oleiro que com as mãos transforma o barro. Use as suas! Sintonize o seu interior... o seu algo escondido. Que maravilha! Que preciosidade, surgiu uma belíssima poesia. Declame o seu poema! Parabéns, você venceu!

Até breve!

Café Poético (Kids) - Ferreira Gullar

Olá Pessoal!

Hoje nosso café poético é dedicado aos pequeninos. Vocês vão reparar que daqui pra frente estarei alternando as postagens do blog. Vou continuar trazendo as resenhas de costume, mas vou procurar trazer conteúdos que também falem sobre o universo infantil. Afinal, este mundo agora faz parte do meu dia a dia!


E para começar com chave de ouro essa nova modalidade do Café Poético. Resolvi compartilhar com vocês um poema infantil do meu querido poeta Ferreira Gullar. Simbora!?



DOIS E DOIS: QUATRO

Como dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena
embora o pão seja caro
e a liberdade pequena

Como teus olhos são claros
e tua pele, morena

como é azul o oceano
e a lagoa, serena

Como um tempo de alegria
por trás do terror de açucena

-sei que dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena

mesmo que o pão seja caro
e a liberdade, pequena.

(Ferreira Gullar)



Sobre o autor:

Foto: Fernando Marques
Escritor, Poeta, dramaturgo e crítico de arte, biógrafo, tradutor, memorialista e ensaísta brasileiro e um dos fundadores do neoconcretismo. Foi o postulante da cadeira 37 da Academia Brasileira de Letras, na vaga deixada por Ivan Junqueira, da qual tomou posse em 5 de dezembro de 2014. Faleceu no dia 4 de Dezembro do ano de 2016 na Cidade do Rio de Janeiro aos 86 anos 

Fontes: 

Livro: Caminho da Poesia. 1ªed. São Paulo: Global, 2003, p: 39-42 (Coleção Literatura em Minha Casa)
Site: Wikipédia

Minhas leituras X Meu Mundo Azul

Olá pessoal!

Ando sumida não é mesmo!? Mas é por um bom motivo. Afinal ser mamãe e blogueira requer um pouquinho de treinamento. Um tempinho de adaptação sempre faz bem. Não abandonei o Pensamentos, mas tive que deixá-lo em off por algum tempo. 

₢ Vanessa Vieira


Bem, se ser mãe e blogueira já é difícil, imagina ser mãe, blogueira e leitora. Sim, É possível, mas quando os babys estão pequenos temos que rebolar um pouquinho. 

Por isso mesmo, que minha pilha de livros estagnou, não aumenta, porque preciso comprar fraldas, mas também não diminui porque tenho que trocar fraldas. hehehe 

Parece piada né!? Mas é a pura verdade. Minhas leituras atuais estão girando em torno dos livros de banho, livros de Pano e livros infantis. Loguinho vamos conversar mais sobre eles! Vocês já sabem que tenho uma queda pela Literatura Infantil né!? Se eu já gostava, imaginem agora! 

Estou até pensando em aproveitar estas novidades na minha vida para trazer um pouco para nossa conVersa informações sobre o universo literário infantil! Me aguardem!

Mas, enquanto essas novidades não vem, tenho algumas outras coisas bem legais para compartilhar com vocês. Fiquem ligados porque vem parceria nova por aí!!! Nossa caixinha está repleta de novidades! 

Beijinho
Até breve!

Resenha: Ativista (Trilogia Vera Cruz) - Joe de Lima

Ficha Técnica:
Título: Ativista
Autor: Joe de Lima
Editora: Independente
Ano: 2017
Páginas: 424
Idioma: Português
ISBN: B076YBFJD5

Vera Cruz está em guerra. Em meio ao caos dos conflitos, um novo governo se estabelece, instaurando uma ditadura violenta e implacável. Ainda se recuperando, Marcel tem de se preparar para sua próxima missão.Ao mesmo tempo, Camilla e Flora fazem planos para libertar o país. Contudo, o atrito entre elas é cada vez maior. Em meio às festas de fim de ano, Marcel e seus companheiros irão atravessar o país, encontrando novos aliados e inimigos, enquanto lutam para salvar seus familiares e para mudar o destino de Vera Cruz.Na explosiva conclusão da série, Joe de Lima apresenta uma obra cheia de ação, romance, adrenalina, fanatismo político e reviravoltas surpreendentes



Em Ativista, encontramos um caótico estado de guerra em Vera Cruz. Em meio a tal, temos a busca, de Camilla Noble e Flora (Voz Verde), pelo fim da cruel ditadura instaurada. Ainda, encontramos um Marcel Seeder extremamente debilitado, após os incidentes ocorridos no livro anterior, em busca de recompor-se e preparar-se para a guerra que, visivelmente, está prestes a dar seu início. 

Não poderia deixar, em palavras quase iniciais, de falar sobre a paixão que eu tenho pela trilogia. Acredito que o aprendizado maior com obras brasileiras como essa é o de poder visionar, ao contrário do que muitos acreditam, que o país tem sim material literário de qualidade, e sem dúvida alguma, essa trilogia está enquadrada a este rol (extenso).

A narrativa do autor atrai minha atenção pela capacidade de criar situações as quais os leitores não esperam. Quando chegamos a algumas partes, vemos que ainda faltam bastantes páginas e nosso cérebro acredita que está prestes ao fim, mas, adivinhe o que nosso queridíssimo autor consegue fazer? Criar situações, muito bem construídas, para levar a história adiante e dar o ar diferencial da qual esta carrega.

A simplicidade e a capacidade descritiva do autor são, sem dúvidas, um charme encantador para a obra. Sabe aquele livro "gente como a gente", sem dificuldade para a leitura e que te possibilita viajar e imaginar só pelo detalhamento das descrições? Gente, sem dúvidas, essa parte é de chamar atenção porque você consegue criar perfeitamente os personagens e cenários na sua mente, ainda, este segue um processo lógico incrível. Não há confusões na história (ou talvez tenha, mas quem leu vai entender que talvez sejam meras alucinações e algumas gemas (poderes) utilizadas, não?
"A janela panorâmica dava para o jardim da frente. A maior TV holográfica que Marcel já vira ocupava um espaço enorme na parede branca. Uma bela guirlanda fora posicionada acima do aparelho, combinando com a decoração presa à parede.
O canto da sala ganhava vida com uma árvore de Natal de dois metros, enfeitada com bolas coloridas, luzinhas, estrelas, pequenos Papais Noéis, sininhos, fitas de seda e tudo que tinha direito."  
Posso adiantar umas informações bombásticas que, primeiramente, temos a definição de com quem efetivamente Marcel Seedar ficará: Beatriz ou Camilla? Em quem você aposta? Tenho que dizer que, eu, particularmente, apostaria no romance que se desenrola na trama e que fui uma das que amaram o desfecho desse triângulo, quanto a escolha de Marcel.

Quer mais? Não caia na sensação de que é um livro cheio de vitórias aos nossos grandes protagonistas. Se engana quem assim pensa... Os "perrengues" prolongam-se na trama e prepara o lenço que as perdas são de chorar e partir o coração...
"O king's Gambit reduziua altitude e pairou no ar, girando sobre o próprio eixo. Já era possível divisar claramente seu design em forma de seta, voando na direção oposta à qual apontava, bem como as três hélices horizontais no interior de cada asa. Os dois canhões, um de cada lado do corpo principal pareciam mover-se.
Marcel viu meia dúzia de rastros de fumaça surgir na parte inferior do bombardeiro e avançarem na direção da ponte.
-Mísseis!"
Acredito que uma coisa atrativa são os trechos reflexivos, onde vemos um certo lado "pensativo" e cheio de ensinamentos dentro de cada personagem. Conseguimos ver o porquê de algumas pessoas serem e agirem como o são. As motivações por trás de cada personagem. Seu lado humano de erros e acertos. Suas incertezas e dúvidas. Suas mudanças. Seus medos. Vemos um pouco mais íntimo cada personagem e querendo ou não, há um certo ar de livro final que deixa uma saudade imensa...
"-Você não entende, mãe. Todos perto de mim acabam machucados. Olha o seu estado e o do Nil. E isso foi por serem minha família.
- Você é que não entende. Quando uma pessoa é roubada, a culpa não é dela, é do ladrão. As coisas ruins não foram culpa sua. Está indo bem, só pare de tentar carregar o mundo nas costas, é pesado demais - ela tossiu novamente. Voltou a limpar a garganta. Ao recuperar o fôlego, tocou na bochecha de Marcel. - Estou orgulhosa de você, meu filho. O que faz por essas pessoas conta muito. Vou ficar com o coração na mão cada vez que estiver em perigo, mesmo assim, nunca pare. Porque é isso que você é. Um herói."
Porém, por mais que tenha um milhão de elogios, preciso apontar o aspecto que há alguns errinhos mínimos de digitação (não é ortográfico, fica visível que são erros de digitação). Mas nada que atrapalhe o brilho próprio que Ativista carrega.

Sem dúvida alguma eu diria a vocês que devem sim ler esta obra. A trilogia traz características que te farão ficar apaixonado. Que trama! Não deixe de conhecer!




Sobre o autor: Nascido em 1981, Joe de Lima sempre gostou de inventar histórias. Após um início trabalhando com fanzines em quadrinhos, passou a se dedicar à literatura. Publicou contos em antologias das editoras Infinitum, Literata e Buriti, na revista digital Nupo e no podcast Desleituras.
Com Ativista, completa sua série Young adult, também é autor da ficção científica Dragão de Gaia.

Sorteio de Natal 2017/2018



Olá pessoal! preparados para um natal recheado de prêmios? Fui convidada pelo pessoal do Grupo Blogueiras Unidas (Blogs As 1001 Nuccias, Entre Livros e Pergaminhos, CuraLeitura e Clube do Livro e Amigos) para participar de um lindo sorteio de Natal, e claro, não poderia ficar de fora. Afinal, é sempre bom comemorar o natal o fim de mais um ano!

Além do Pensamentos outros lindo blogs foram convidados e o prêmio é todinho para vocês. Venham com a gente comemorar!

Fiquem ligado nos convidados:

EDITORAS:

AUTORES:


BLOGS:




REGRAS GERAIS:


- Residir (endereço de entrega) em território nacional.

- Preencher as regras obrigatórias de cada formulário. Cada entrada obrigatória VALE 1 PONTO!

- Após preencher todas as obrigatórias, o formulário irá liberar as regras opcionais. Cada entrada opcional VALE 5 PONTOS! Você pode não preenchê-las, mas lembre-se que quanto mais fizer, mais chances tem de ganhar.

- O sorteio é válido até o dia 05/01/2018 às 23:59 hs. O resultado será divulgado até o dia 10/01/2018, nesta postagem e em cada blog/fanpage participante.

- Todos os e-mails fornecidos estão preservados e não serão divulgados.

- O(s) vencedor(s) tem até 2 dias após divulgação do resultado para enviar endereço completo (com CEP) para o e-mail >> nucciadecicco@gmail.com

- No mail que responderemos, constará uma lista dos prêmios do kit com o nome, link e contato de cada blog ou autor responsável por ele.

- Cada blog e autor é o único responsável pelo envio do seu prêmio.

- O prêmio será enviado até 28/02/2018, sem contar a entrega dos Correios. Nenhum de nós será responsabilizado por danos, extravios ou retorno das encomendas. Após 15/03/2018, nada mais poderá ser reclamado.

- O prêmio é individual, intransferível, não passível de troca e não poderá ser convertido em dinheiro.

- A participação nesta promoção implica na aceitação total e irrestrita de todos os itens deste regulamento.

- Este concurso é de caráter recreativo/cultural, conforme item II do artigo 3º da Lei 5.768 de 20/12/71 e dispensa autorização do Ministério da Fazenda e da Justiça, não está vinculada à compra e/ou aquisição de produtos e serviços e a participação é gratuita.

- Questões não previstas nesse regulamento serão analisadas pelo blog As 1001 Nuccias.


OS SORTEIOS

KIT 1

Livro A última camélia + 20 marcadores – Conjunto da Obra
Livro Mulheres - retratos de respeito, amor-próprio e dignidade + 10 marcadores – Cia do Leitor
Livro A Melodia Feroz – Eu pratico livroterapia
Livro Liberte-se – Meu vício em livros
Livro Arcanista (e-book) – Joe de Lima
10 marcadores – Curaleitura
30 marcadores – Literalizando Sonhos



KIT 2

Livro O cambista do cais do porto + 10 marcadores – Pétalas de Liberdade
Livro Twittando o Amor + 10 marcadores – Seguindo o coelho branco
Livro Felizmente, o leite + 15 marcadores – Vivendo Sentimentos
Livro Natal férias e outras histórias + 15 marcadores – Estante Diagonal
Livro Dragão de Gaia (e-book) – Joe de Lima
10 marcadores - Curaleitura
10 marcadores autografados por autores – Elvis Gatão



KIT 3

Livro Nêmesis (capa dura) + 20 marcadores – Alegria de viver e amar o que é bom
Livro Pedaços de mim + 10 marcadores – Coisas da Juuh
Livro A educação de Caroline + 10 marcadores – Entre Livros e Pergaminhos
Livro A dolorosa raiz de Micondó – Livros, lápis e afins
Livro Arcanista (e-book) – Joe de Lima
10 marcadores – Curaleitura
30 marcadores – Da imaginação à escrita



KIT 4

Livro O inferno de Gabriel + 20 marcadores – As 1001 Nuccias
Livro Cai o Pano + 20 marcadores – Literaleitura
Livro Loui o palhaço medonho + 15 marcadores – Cantinho Cult
Livro Bastidores: um dia na vida de um blog literário + 10 marcadores – Pensamentos valem ouro
Livro Dragão de Gaia (e-book) – Joe de Lima
10 marcadores – Curaleitura



KIT 5

Livro Anjos à mesa + 20 marcadores + mousepad do livro "Entre dois mundos" – Coisas de Ana
Livro Cores de Outono + kit de marcadores completo + livreto "Ruiva?" – Mundo Uno Editora
Livro 2012 O Segredo do Monte Negev + 10 marcadores – Livro Lab
Livro Primeiro e Único + 20 marcadores – Livros da Nane
Livro As batidas perdidas do coração – Passaporte Literário
10 marcadores – Curaleitura




Vamos ficando por aqui!
Desejo boa sorte aos participantes!!
Até breve pessoal!

Resenha: O maior show do mundo - A. R. Miranda




Título: O maior show do mundo.
Autor: A. R. Miranda.
Editora: Independente.
Ano: 2017.
Páginas: 247
ISBN: B076GN713P
Sinopse
Uma casa. Trinta e seis câmeras. Doze participantes. E se não houvesse limites? Conheça o reality show mais surpreendente da TV. Os bastidores de um jogo perigoso, cheio de mistério e emoção. Não há favoritos no maior show do mundo. Não perca! 




Meus caros, iniciarei expressando que, este livro, o qual venho resenhar para vocês, é tipicamente aquele que te faz abandonar os milhares de afazeres do final de semana, para simplesmente concluir a leitura. Ao menos, comigo foi assim...

Trabalhos de faculdade? Afazeres domésticos? Vida social? Tudo reduzido a zero em virtude da ansiedade de concluir essa trama eletrizante, o qual, garanto, vale muito a pena conhecer.

Não é um livro cansativo. Aliás, somos presos exatamente pelo falto da simplicidade e facilidade que o livro se molda, em que, em usos de termos que até poderiam soar mais difíceis para entendimento, o autor, inteligentemente, traz os significados como nota de rodapé (senti vontade de lisonjear em parabéns pela genialidade dessa característica específica da obra!)

A história retrata a situação dentro e em volta de um reality show chamado De olho em você, onde doze participantes são confinados em uma casa, em busca de um prêmio milionário.

Tudo perfeitamente aos moldes padrões de reality show's dessa espécie até que, inesperadamente, alguém é assassinado na casa. E o pior: ninguém viu ou sabe o que aconteceu.

Como se já não fosse totalmente fora dos padrões, a tensão começa a surgir quando vão acontecendo mais e mais mortes, tornando-se, então, um jogo de sobrevivência e investigação. Afinal: Quem poderá ser a próxima vítima? Quem está cometendo esses assassinatos? Qual a motivação?

Praguejou contra si mesmo. Chamou um dos paramédicos que tentava entender o que havia.
- Água sanitária, amoníaco e sabão. Levem os dois para desintoxicação. Rápido!

Particularmente, a trama no início, me deixou bem confusa quanto quem poderia ser o assassino. De meados para o fim, começa-se a moldar quem poderá ser, finalizando em, ainda, desfechos distintos que poderiam surgir. Eu, de certa forma, duvidava entre dois personagens durante toda a história, mas não imaginava sequer como o autor posicionaria e motivaria os assassinatos. Confirmo para vocês que, incrivelmente, ele consegue desfechar o enrendo de um jeito muito bem construído e dinâmico, diferente do que eu, como leitora, poderia esperar.

Acredito que é ainda mais interessante salientar que além à temática central, temos pontos significativos que são propostos em todo o desenrolar da obra.

Primeiramente que somos colocados na vida dos personagens, com seus dilemas e erros, em especial na vida do jovem diretor do reality, a quem chamam de Valtinho.

Valter é tipicamente aquele personagem mulherengo, que batalhou para chegar no cargo o qual ocupa e que apaixonar-se-á perdidamente por uma jovem, de nome Erica, a quem torna-se grande aliada nos diversos problemas o qual ele passará a enfrentar e todos os perigos que surgirão na sua vida.

Ressalto aqui que, sim, a vida do diretor do Reality, a quem eu apontaria como protagonista, torna-se um verdadeiro inferno (conforme termos populares), em que ele vê-se envolvido em uma tremenda disputa por poder e sua veemente busca pela justiça e pela solução dos casos, envolvido em um verdadeiro caos aparentemente sem solução.

Desta vez, Valtinho não estava animado. Longe disso. Desabou na cadeira ao lado do diretor de imagens.
- Fala, Bamba.
- E aí?
- Já teve a sensação de que seu mundo está ruindo aos poucos e você não vai saber segurar?

Evidentemente, não poderia deixar de pautar os pontos de caráter sociais e até críticos o qual o autor brilhantemente inclui na trama: o famoso jogo de poder.

O celular de Doutor Pedro tocou.
- É ele. Vou colocar no viva-voz - apertou o botão - Miroslan! Há quanto tempo, rapaz!
- Feliz em ouvir sua voz, Doutor Pedro!
- Como vai nossa querida Brasília?

O grande embate da trama recaí-se pela "briga" de poder e por audiência pelos donos das emissoras fictícias criadas pela trama. Pondo-se por tão perigoso quanto o jogo "assassino" que desenvolve-se dentro da casa do Reality, fora dela, a luta por quem domina o "palco" televisivo e o maior índice de audiência transforma-se em uma verdadeira disputa mortal, sem regras ou limites, em que vale-se de tudo pelo poder, em uso de violência, apoios de governantes e pessoas influentes, e, até mesmo, de "golpes baixos" e atentados à vidas.

Como dito, além de ser eletrizante e nos aprisionar em seu enredo, a obra vai além, salientando o quão longe pode-se levar uma disputa por dinheiro e poder, e ainda, a minimização da vida perante à busca egoísta e fútil por uma "conta bancária dos sonhos". Te faz repensar sobre o que realmente vale a pena, o que é mais valido no mundo e o que a fama pode trazer (ou tirar).

Não há indicação melhor...
Leiam e se apaixonem por essa história.
Beijos, Vanessa. 


Calmantes, calamidade - Ruan Verissimo

Adicionar legenda


E a loucura chegou mais uma vez para me atormentar. A garota do meu lado é a melhor coisa que vi hoje, mas não é o suficiente pra me livrar de mim mesmo por tempo suficiente para que eu volte para casa consciente que só estou em uma época ruim.

Eu queria criticar as futilidades do tempo contemporâneo e a postura humana dentro disso, a bestialidade das nossas crianças e a desatenção dos nossos pais, mas o que eu posso fazer? 

Pensei mil vezes em desaparecer, fui covarde o suficiente para te surpreender num dia cotidiano, coisas importantes à parte, ainda te amo.

Às vezes eu acho que não tenho nada a oferecer, ás vezes me convenço que tudo que tenho dou para os outros e nunca ganho nada em troca.

Minha mãe diz "não se preocupe" eu vejo Deus nela, mas também sei que o diabo mora perto daqui. E vocês me cobram o "antigo eu" e sempre respondo com algo como "não sei, só deixaram o corpo aqui" vocês querem me ver apodrecer e de fato, isso um dia irá acontecer, mas não vai ser por vocês, será por algo muito maior.

Me envolvo novamente no meu castelo de areia, rezo para que o dia ruim acabe antes de fevereiro e daqui eu não saio inteiro, mas levo a maior parte de mim.

Nunca pedi para me mataram e não vai ser hoje que pedirei, peço para que me deixem, pois só assim terei salvação e meus calmantes farão efeito. 




Quem escreveu?






Ruan Veríssimo, 15 anos, cursando o 1 ° do ensino médio.  Apaixonado pela realidade que existe entre o papel e a caneta, escreve frases sobre amor e suas decepções desde os 12 anos, além de ser amante da literatura brasileira e suas poesias.


Ps.: Oi gente! Vocês lembram do Ruan!? Ele participou com a gente há algum tempo do Café Poético. Nos trouxe um poema lindo. Pois então, a partir de hoje o Ruan estará sempre com a gente nos presenteando com textos lindos como este que acabamos de ler e também com as duas poesias. Tenho certeza que ficaremos todos felizes com os posts feitos por ele!
Seja Bem Vindo Ruan!!! 

Resenha: História Bizarra da Literatura Brasileira - Marcel Verrumo

Título: História Bizarra da Literatura Brasileira
Autoria: Marcel Verrumo
Editora: Planeta
Gênero: Literatura Brasileira
Ano: 2017
Páginas: 328
ISBN: 9788542209815
Skoob

Os mistérios, as tragédias e os fatos emocionantes e bizarros envolvendo nossos livros clássicos e seus autores.
A partir de um olhar curioso e engraçado, História bizarra da literatura brasileira é um mergulho nos mistérios, nas tragédias, nos fatos emocionantes, divertidos e, claro, nas bizarrices envolvendo nossos livros clássicos e seus autores.
A partir de uma vasta pesquisa, o autor mostra todos os grandes nomes da nossa literatura, porém com um olhar que os tira do pedestal de “pensadores intocáveis” e apresenta o seu lado mais humano, comum e, claro, bizarro.
O leitor vai descobrir o que aconteceu com a carta de Pero Vaz de Caminha, escrita para livrar um ladrão do exílio e desaparecida por séculos. Vai se assustar com o famoso escritor romântico que previu que iria morrer e se emocionar com a trajetória da esposa de Guimarães Rosa, uma heroína que salvou a vida de centenas de judeus durante a 2ª Guerra Mundial.
Prepara-se, pois os personagens da capa deste livro são apenas algumas das muitas bizarrices escondidas por trás das linhas de nossa literatura.

Sou muito apaixonada pela literatura clássica do nosso país. Durante a faculdade, as matérias preferidas eram as de literatura e acho que bem antes disso, lá no ensino fundamental foi que me apaixonei por isso. Quando vi a possibilidade de ler Histórias Bizarras da Literatura Brasileira eu achei demais, porque sempre tem aquele lado obscuro que a gente normalmente não fica sabendo.
Quando estudamos a parte literária da língua portuguesa, muita coisa não nos é contada e depois de ler esse livro fico me perguntando os motivos de não contarem certas coisas. Tudo bem que alguns detalhes são dispensáveis e certamente não muda o estudo sobre determinados assuntos, mas é legal saber os detalhes sórdidos por trás daquele lindo poema, certo?

História Bizarra da Literatura Brasileira vai contar, de forma bastante humorada, desde os primeiros movimentos literários que aconteceram no Brasil até os eventos mais recentes. É bem legal ter um livro assim, ainda mais para mim, que dou aulas de literatura, vou ter sempre algo a acrescentar, coisas que eu gostaria de ter ouvido dos meus professores.
O livro tem uma linguagem bem simples. É importante que isso fique destacado, já que para muitas pessoas a literatura da escola era algo extremamente chato, com uma linguagem complicada e difícil de entender, então mesmo que você não tenha lido muitos livros nacionais ou nem lembre do que já leu, certamente você conseguirá entender tudo aqui e ainda se divertir bastante. Realmente gostei muito e recomendo.

Sarau na Rede - a atitude que 'desvirtualiza' o virtual


Hoje venho compartilhar com vocês minha participação num evento muito especial. Aconteceu esta semana lá o Facebook o I Sarau na rede. Um evento interessantíssimo que surgiu a partir da conVersa entre alguns professores blogueiros que discutiam sobre a possibilidade de tornar o outro real mesmo estando tão distante, utilizando para isso o recurso do vídeo. 

A intenção era fazer com que pessoas que se conhecessem, ou não, gravassem um vídeo, lendo poemas ou trechos de livros com a finalidade compartilhar a beleza da literatura e mostrar um pouco de si, fazer-se reconhecer pela ação. Sem preocupação com edições e tudo o mais. 

A conversa se iniciou lá na linha do tempo da Profª Tatiane Martins, do blog Tatiando a Vida. Esticou no blog  Caldeirão de Ideias do Profº Robson Freire e explodiu na rede gerando muitas e boas conexões. 

Segue abaixo minha participação e e também convocação a você querido leitor para o próximo #saraunarede. Os detalhes depois do vídeo!



Assista as demais participações lá no blog da Tati  

Então pessoal! O primeiro Sarau na rede foi um sucesso. foi muito bacana ver o pessoal se animando e trazendo suas leituras para nós. Então como o retorno foi bem interessante logo pedimos 'bis' e olha só! teremos um outro sarau na antevéspera do Natal.Isso mesmo, vamos encher nossas redes de boas energias no dia 23/12 e você já está convidado a participar com a gente!


Para participar basta escolher um texto, literário ou não, gravar e publicar, de preferência, no youtube. (sem se preocupar com edição) Depois compartilha nas redes e use a #saraunarede.



Com certeza nós vamos te achar e vai ser um prazer assistir tua participação! 
te espero no dia 23 aqui e nas redes! 

Momento Inspirativo #15: Cartas de romances Fracassados


Blog pensamentos valem ouro, Cartas de romances fracassados, Vanessa Ribeiro, Reflexões, amor, vida, decisões, cartas, esperanças, tempo, emoções,



Eu acho que ninguém entenderia. Eu acredito que se quisesse mesmo ficar, teria ficado. Acredito ainda mais que as pessoas precisam ser livres e devem voar. A gente não prende ninguém, não, menina. Na real, deixo a ele aquilo que quero para mim. Não gosto que me sufoque, que queira me prender, que me amarre. Sabe, é por isso que romance nenhum funciona comigo. Eu gosto de amar, de receber carinho, de ter atenção. Mas não quero cobrança. Não quero que a pessoa me obrigue a estar com ela com constância, e não apenas algumas sextas feiras a noite, depois da aula, quando fico atoa. Não quero ter que relatar o dia, como uma obrigação e não porque algo aconteceu e eu quis simplesmente contar. Eu veto obrigações, lances rotineiros e você. Não mais o sancionarei na minha vida, afinal, sou eu presidente disso tudo. E congresso nenhum me fará voltar a trás. Quero dizer a ti que você talvez tenha achado que incomodou quando te vi com uma pessoa nova. Um pouco, confesso. Mas, no fundo, se não quis ficar, não o tinha. Se tanto queria voar, que o fosse. Jamais prendi ninguém, não. Avisa ele, seu Zé, que eu levo amiga quando marcam para uma então DR, porque soa muito cobrança e cara nenhum tem cara de pau de encrencar quando a amiga vai. Talvez você quisesse escândalo naquela noite, mas talvez, você também não se importasse. Cômico mesmo nessa coisa toda é que o contrário te doeu. Gritou para eu voar, em atos e em palavras disse que eu poderia sair com outros caras, talvez, naquela semana. Mas no fundo, contaram o pasmo do seu olhar quando isso definitivamente aconteceu. E quer saber? A magia de voar é algo que eu sempre mantenho comigo.

Até breve! 

Microconto - Curva Perigosa (Clube da Escrita)

Olá! Como estão! Estamos a todo vapor e o clube da escrita não pode parar. Por isso, hoje trago mais um resultado para vocês.  A tarefa de hoje é referente ao 5º  Desafio do Projeto

Desta vez o desafio é sobre a grandeza da simplicidade. (srsr) vamos ter que produzir um Microconto de Terror. E eu que ainda não tinha me aventurado nesta área da Literatura já curti bastante! 

Vou deixar o resultado aqui em baixo pra vocês conferirem e aproveito já a oportunidade para convidá-los a participar também do projeto! Tem sido muito bacana e tenho certeza de que irão gostar! 


Clube#5Terror

Foto: Klaus Hausmann - Pixabay
Curva Perigosa

Era só virar calmamente aquela esquina,
Mas a vida foi fria, não lhe deu tempo!

Vanessa Vieira



Curtiram? Então vem com a gente neste desafio de criar! Se você quiser acompanhar mais postagens sobre o projeto acesse o Medium/ClubedaEscrita. Tem uma galera linda participando por lá!

Até mais! 

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas