QUERERES

Google imagens


Ainda não sei bem que querer eu quero
Sei porém que não quero muito
Ou pelo menos, as coisas que quero não me parecem tantas...

Sim, todas as coisas que quero tem importância (penso que sim)
Mas não sei se chegam a ser tantas assim...

Para falar a verdade não sei  porque estou aqui escrevendo sobre os meus quereres...
Necessidade de experessar os pensamentos?
Talvez...

Faço um delicado movimento...
Paro e começo a prestar atenção em mim.
Me observo enquanto escrevo e penso,
E descubro que não quero nada.


Há uma necessidade sim, de expressar o que penso
E por isso, somente por isso o faço!

Não sei se aqui tem um poema (creio que não)
Mas aqui está a expressão do meu pensamento,
Ridículo ou não... E dai? É o que penso.

Aqui, está a sequência das palavras que me vieram impetuosamente
e que de tão impetuosas passaram entre as veias
e chegaram nas pontas dos dedos que digitam.

Talvez esse seja o meu querer...
Dizer o que penso sem me preocupar com o poema que precisa ser escrito (precisa?)
Dizer o que penso apenas... nada mais.

Agora releio as palavras escritas
e percebo que embora tenha escrito muitas palavras
Poucas coisas (significativas) escrevi.
O melhor de tudo é que não me preocupo com isso
Disse apenas o que eu queria dizer.
E porque já disse tudo o que queria
Este texto, deconsertado, termina aqui.




Comentários
1 Comentários

1 Comentários:

  1. E vamos escrevendo com começo, meio e fim
    Um beijo grande

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas