Infância

Foi intensa a dor que senti
Quando vi a alegria daquele Guri
Não, Não era dor de inveja, 
Nem dor de piedade...
Era dor de falta... De saudade...
Sua manifestação de alegria 
Lembrou-me imediatamente 
A infância – a minha infância!
O sorriso, as contrações no corpo
Tudo que esteve presente em mim um dia...
Estou com saudades da infância...
Da alegria, da falta de culpa...
Há muito tempo que me privo de alegrias 
Parecidas com este que hoje presenciei.
Porque será que os adultos menosprezam 
As crianças que carregam dentro de si?
Talvez um dia eu descubra...
Porque agora quero curtir
A saudade da infância
Lembrar como foi
Para tentar trazê-la de volta.


Postar um comentário

1 Comentários

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br