LUTO




Quando somos pequenos andamos como pequenos
e quando chegamos a ser grandes andamos como grandes
mas há momentos que são difíceis de aguentar...
Então não sabemos se somos grandes ou pequenos
a angustia nos pega nos sacode e nos mostra que pequenos ou grandes
sempre estamos vulneráveis a ela... A morte...
Hoje dou adeus ao meu querido avô...
Aquele que quando eu era pequena brigou comigo,
 pois eu estava fazendo careta na frente do espelho... 
Disse que não ia conseguir a noite por conta das caretas....
Aquele mesmo que pegou meu brinquedinho 
que tocava música de ninar porque eu não queria emprestar aos meus primos 
e porque o barulho era muito chato...
Aquele que me levou para tomar banho de cachoeira, 
onde o peixe entrou em meu biquíni 
e eu fiquei pulando igual uma maluca 
enquanto ele e meus primos riam da minha cara....
 Aquele com quem pesquei... conversei... Dei risadas... brinquei....
Aquele que mesmo não sendo meu avó de sangue me adotou como neta... e me fez sentir amada... Hoje não sou grande nem pequena... Sou alguém entre este dois seres apenas...Alguém feliz porque vejo descansar alguém que sofrendo estava e alguém triste por perder alguém a quem tanto amava....

Jair... 
Obrigada por fazer parte da minha história....

Deus nos dê forças para suportar esta perda!!!!

Comentários
0 Comentários

0 Comentários:

Postar um comentário

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas