Diálogos de Ser(es)


 Joel Robison

Quando estou assim
Um pouco amarga
Questionadora demais
Lembro-me dos versos que li e reli
De Pessoa. Que não era amargo,
Mas que expressava com sangue seus versos.
E tanto era a realidade que sentia
Que me parecia verdade o que lia...
E lembro-me  que questionava a vida, as pessoas
O Ser...
E respostas? 
Nenhuma encontrava.
Assim como eu não encontro...
E como outros também podem não encontrar.
Mas as perguntas continuavam
Assim como as minhas, sem fim...
E é bom, pois através de versos se eternizam
Para o coração de outros amenizar
E peço, que assim como os versos de pessoa me consolam
Os meus, um dia, sirvam a alguém
E se não a ninguém,
Fico eu mesmo com eles
Pois eu, sendo ninguém que sou....
Consolo-me com meus pensamentos
Que é ainda o fôlego que me mantém.
Vivas à Pessoa e aos versos que um dia dele pude beber!

Comentários
2 Comentários

2 Comentários:

  1. Bebendo versos. A poesia é cíclica. Necessária.
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  2. Continue perguntando, assim saberá cada vez mais da vida.

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas