ResSinto


Seguindo a leitura de Fernando Pessoa com Carmen Silvia Presotto,

Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância, pois nada tem importância. Faço paisagens com o que sinto.. Faço férias das sensações.

Fernando Pessoa feito Bernardo Soares em O Livro do Desassossego, Companhia das Letras, 2011, p.56.

Que poesia esta de Fernando Pessoa.




ResSinto

Estou dentro e fora
Do sentimento que sinto
E estando nesse vai e vem
é que me pego
Sentindo.

...


Amo com alma
com sentido
porque vou e venho
E indo e vindo,
Escrevo
dissolvo
componho
"rebanho"


Sou estranho
sinto.
mas ainda assim
sinto
diminuo
e ResSinto.

(...)

Pessoas...

Por Vanessa Vieira
Imagem: Costa Pinheiro, "Fernando Pessoa - Heterônimos" Óleo sobre tela (1978)

0 Comentários:

Postar um comentário

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas