Poema conto III - Com/S\equências
















E Viveu uma vida plena
Correu  mundos
E quase deitou na arena.

Mas foi forte...

Deu um golpe de sabedoria na vida.
Andou de galope!
Como era firme a tal menina.
Brincou no balé do templo
E com as próprias mãos construiu o tempo

Dizia, e ainda diz,
que assim é a vida,
Está  aí para ser vivida!

E viveu
E está vivendo
Do jeito que der
E, ora vejam,
Que deu.

___________________________
Vanessa Vieira
Imagem: Bernard Jeunet - papeis esculpidos 

8 Comentários:

  1. Aplausos meu amor, linda sequencia. Beijos <3

    ResponderExcluir
  2. Uma menina corajosa...
    Não tem medo de viver!
    Lindo poema, Vanessa!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que a coragem sempre nos acompanhe Isa. Um beijo enorme! ;)

      Excluir
  3. Oi, Vanessa, gosto de gente como essa menina, que toca a vida sem muito 'nhenhenhe'. Nunca pára, vai tocando que na virada da esquina sempre acontece algo diferente, de força, de entusiasmo.
    E não é que dá!!!

    grande beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo Tais. Assim Ganhamos mais experiências e sofremos menos. Topamos com as dores mas sempre dá tempo de recuperar as forças!

      Um beijo enorme pra ti! .))

      Excluir
  4. acredito que essa menina
    amava ver a onda destruir
    o castelo e vê-lo renascer
    ...



    abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
  5. Viver e continuar a avançar, ter a força de resiliência para não se perder a si própria, são elementos indispensáveis.
    Gostei muito.
    Até breve!

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas