[Resenha] Marina - Carlos Ruiz Zafón

Oi gente!

Eis aqui a resenha do Primeiro Livro que li na 2ª Maratona Literária #EuSouDoideira! Por enquanto estou conseguindo cumprir minha meta! 

Título: Marina
Autor: ZAFÓN. Carlos Ruiz
Tradução: AGUIAR, Eliana
Rio de Janeiro: Objetiva, 2011
189 páginas
Foto e edição: Vanessa Vieira
Vamos à resenha?

Confesso que ainda estou “digerindo” a história deste intrigante livro. Digamos que é um prato recheado de emoção, assombro, dor... E para coroar uma pitada de leveza.

Assim digo pois, durante toda leitura fui levada por caminhos sombrios de um mistério aparentemente sem solução, mas que embora de uma lado nos ponha frente à um intrigante imaginário sombrio, do outro, nos mostra dois jovens destemidos, cheios de coragem que só me fizeram pensar sobre a, sempre, importância de vivermos cada dia como se fosse o último de nossas vidas.

Confesso que num dado momento senti repulsa...  Tudo me parecia sombrio demais e aí... O livro tomou outro rumo, dando espaço para o meu reencantamento com a história.

Chego ao fim desta leitura com duas experiências em mente. Primeiro a linda história de amizade amor e companheirismo de Óscar e Marina e em segundo a Obsessão doentida de Mijail pela vida.

Sempre fico e, neste caso, fiquei mais intrigada ainda sobre a forma como as histórias de vida podem influenciar sobre os caminhos tomados por uma pessoa...

Mas, creio que "Marina" não é um livro para gostar ou desgostar, e sim um livro para refletir. Decerto é fantasioso e sombrio, mas ao mesmo tempo diz muito sobre o que poucos de nós conseguimos dizer sobre a vida.

Vou ficando por aqui relembrando as lindas palavras de Marina:

As vezes, as coisas mais reais só acontecem em nossa imaginação” (p.68)

E aproveito para completá-las com as reflexões de Fernando Pessoa em seu livro do Desassossego sobre tema parecido:

"Tenho mais pena dos que sonham o provável e o próximo, do que dos que devaneiam sobre o longínquo e o estranho. Os que sonham grandemente, ou são doidos e acreditam no que sonham e são felizes, ou são devaneadores simples, para quem o devaneio é uma música da alma, que os embala sem lhes dizer nada. Mas o que sonha o possível tem a possibilidade real da verdadeira desilusão."

Fernando Pessoa feito Bernardo Soares em O Livro do Desassossego, 
Companhia das Letras, 2011, p.161

~ ~,,~ ~

Dando continuidade às tarefas da maratona #EuSouDoideira, pus-me a escolher uma música que representasse o livro que terminei de ler. Acabei por escolher a How it Ends da banda norte-americana DeVochka. 

No Português o título da música significa "Como tudo termina". Foi minha escolha pois, tem tudo a ver com as grandiosas "aventuras" que vivi com Marina e Óscar.

Mais informações sobre a música aqui


Espero que gostem! 

Vanessa Vieira

Comentários
2 Comentários

2 Comentários:

  1. Já tinha visto esse livro, mas nunca tinha lido nada sobre ele, já que não tinha me chamado atenção. Agora que li a sua resenha, esse livro me pareceu bem interessante. Amo histórias cheia de mistério e cheia de emoção. Vai para a minha lista de desejados. Beijos!

    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas