Você é um incentivador de leitura?

Arte de: Walther Firle

Hoje eu gostaria de compartilhar com vocês um pensamento que há algum tempo vem me inquietando. Mas antes, quero deixar claro que falo aqui como leitora e não como alguém formada em qualquer coisa que seja, porque afinal minha experiência com a literatura se deu por conta de minha procura e do incentivo de meus pais, alguns professores e amigos. 

Mas o que eu gostaria de pensar com vocês hoje é sobre nossas ações como leitores. Sem julgamentos, sem culpas... Apenas uma reflexão. 

Temos nossos blogs, nossos grupos, falamos sobre livros, filmes, resenhamos, escrevemos contos, poemas, reflexões... E eu sei que tudo isso é uma forma de incentivar outros leitores.

Mas, e aqueles que não se dizem leitores? Que ferramentas estamos utilizando para alcançá-los? Uma blogueira amiga a Ane Venâncio me fez refletir sobre o tema uma vez e até escreveu um post aqui no blog. Ela dizia que aquele que dizem não gostar da leitura é porque ainda não descobriram o livro certo, ou mesmo o tipo de leitura que lhes agrada.


Será que nós como leitores estamos ajudando estas pessoas a encontrar o caminho das pedras. Temos tantas redes sociais, tantos meios... Vocês já viram algum grupo chamado "Eu não gosto de ler?" ou então, "Eu não sou leitor?" ou ainda, "Eu quero ler e não consigo?" Já procurei e não encontrei. Se eu encontrasse um grupo assim teria vontade de entrar nele só para plantar uma sementinha. Fazer minha parte. E vocês?

Mas acredito que nossas atitudes não devem ser só nas Redes Sociais, elas devem começar pertinho de nós. Dentro de nossas casas, com nossos amigos? Vocês "importunam" seus amigos para ler algum livro da sua estante? 

Esses dias minha irmã chegou aqui em casa com uma camisa escrito "Okay! Okay!" E meses antes ela pegou o livro "A culpa é das estrelas" que estava na estante para ler. Eu incentivei, mas meio que sabia que a história poderia não agradá-la no início. Dei outras dicas, e deixei minha estante aberta para. Quando ela chegou com a camisa disse que não sabia do que se tratava o Okay! Okay! Eu falei que era do livro. E ela disse que queria lê-lo. Ainda estou incentivando.

Outras pessoas já chegaram aqui em casa e levaram livros e meu coração se enche de alegria quando posso emprestar um livro para alguém. Hoje tenho outras ideias para incentivar a leitura entre aqueles que estão perto de mim e quero colocá-las em prática.

E escrevo este post, para que você que está lendo, se puder, possa pensar em algo assim também. Reúna seus amigos, faça uma roda de leitura. Nem que seja de um capítulo daquele livro que você mais gostou. ( para começar!) Compartilhe!

O resultado pode te surpreender. Às vezes as pessoas só necessitam daquele empurrãozinho... E se a gente que já gosta de ler  não incentivar será muito mais difícil para eles. Vejam bem, estou falando de incentivo e não de chatice. Infelizmente tem pessoas que perdem a medida. Aí fica chato mesmo. A gente tem que ter sabedoria e dar liberdade de escolhas para as pessoas. 

Agradeço a você que chegou ao final deste post. E se você fez ou faz alguma coisa para incentivar a leitura em sua cidade ou com aqueles que estão perto de você compartilhe com a gente. Será um prazer conhecer. 

Vanessa Vieira


Comentários
11 Comentários

11 Comentários:

  1. Vanessa, adorei a proposta de discussão presente no seu post. A princípio é quase impossível - pra mim - falar de incentivo à leitura e não pensar em todos os projetos que tenho desenvolvido com meus alunos, mas vamos tentar nos ater ao "extra classe", não é?! Sempre que posso eu também tento sugerir um título, comentar sobre uma história, fazendo referências aos filmes - isso funciona bem, sabe?! Plantar as sementinhas é muito importante. Por vezes a árvore floresce e é uma alegria que só. Tem gente que só precisa de um empurrãozinho mesmo. Sigamos em frente, incentivando, sugerindo uma coisinha aqui outra lá. Vai dando certo!
    Parabéns pelo post!

    Beijão,
    Blog | Youtube | Instagram

    ResponderExcluir
  2. Eu procuro incentivar a leitura em quem não gosta de ler de diversas maneiras, mas a que eu mais uso é buscar nas coisas que a pessoa gosta, um personagem ou um livro que eu conheça que talvez ela possa se identificar. Recentemente estou organizando o primeiro encontro literário na minha cidade, e acho que é uma oportunidade de alcançar novos leitores por aqui.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Meus pais me influenciaram a ler, uma influencia fora do comum pois eles não liam e queriam que eu fosse diferente. Bom, deu certo.
    Tento inserir minha prima de 9 anos no mundo da leitura, pois acredito que essa "nova geração" prefere as bonecas e coloca os livros um pouco de lado. Sempre que posso compro algum livro pra ela ou leio uma história; comento que o filme x é uma adaptação de um livro com o intuito de despertar sua curiosidade. Vou tentando fazer minha parte.
    Parabéns pelo post, beijos

    http://bibliotecacolorida.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Demorei a gostar de leitura, mas também quando comecei, não consegui mais parar de ler!
    Minha irmã mais nova, sabe como é, quer se "espelhar" na mais velha, e já leu vários livros também. Dá um orgulhinho <3
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei a reflexão que você levantou e obrigada por me citar *---*
    Eu sou o tipo de pessoa que importuna os amigos pra ler, olha sou o tipo super apega aos meus livros, mas aos poucos estou melhoram isso em busca de tentar ajudar os amigos a descobrirem o quão é especial ter os livros como companhia. Sempre indico algo que acho que combina com o jeito deles de ser, faço isso com a família também. Acho que não existe leitura certa ou errada, existe aquilo que mexe com você e te desperta o interesse de ler. Eu pelo menos antes de nascer meus pais já me compravam livros então isso super ajudou a nutrir esse amor por eles. <3

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  6. Me fez refletir aqui... Lembro que quando eu era mais nova DETESTAVA ler, estranho né? Sem contar que muitas vezes um livro nos faz pensar se devemos tomar certas atitudes na vida.. A gente passa tanto tempo com as redes sociais que não repara muita coisa importante... :(
    www.polyannacardinot.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    adorei seu pensamento! É isso mesmo, temos que fazer o possível para levar esse prazer tão grande e útil que é a leitura a outras pessoas. Não me lembro de nenhum momento em minha vida em que não gostei de ler. Desde que aprendi, bem novinha, andava pela casa com meus livrinhos de contos de fadas, coleção vagalume, etc. Na época nem era compulsiva, embora lesse e relesse bastante. Foi com Harry Potter que a compulsão começou... consegui levar uma amiga pro lado branco da força e agora ela também é leitora compulsiva, rs. Alguns livros me tocam tanto que fico desesperada pra falar com alguém sobre, contar a história, refletir... :)

    ssentrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Gostei muito do seu post. Tento incentivar a leitura com minha e com meu irmão mais velho, pois a única em casa que lê rs
    Meu irmão até lê HQ's, começa livros mas não termina, mas sempre comento sobre algo que li para incentivar.
    Com minha mãe é ainda mais difícil, ela cria empecilhos para não ler :/
    A incentivo contando sobre uma história, mas prefere me ouvir falando sobre do que ler o livro em si rs

    Incentivar é difícil, mas não custa nada tentar né?
    Beijos!
    http://choqueliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Adorei a ideia de reunir os amigos e falar de livros,pois realmente,alguns jovens não leem muito pois são obrigados a ler livros que não tem interesse e isso acaba traumatizando eles,indicar o livro certo na hora certa é um dom e uma arte e devemos desenvolvê-la sempre.

    Ótimo post

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  10. Eu sempre tento influenciar minha irmã. Ela não lê muito como eu, mas de vez em quando sempre pega algum livro da minha prateleira. Sempre que estou lendo ela pergunta "Esse livro é bom?" ai conto a história e ela decidi se vai começar a ler.
    Concordo quando você disse que devemos medir se estamos sendo chatos. Meu pai era muito chato e me obrigava a ler. Mas minha mãe é mais "suave" e soube me colocar nesse caminho kkk
    bjs bjs

    ResponderExcluir
  11. Nunca tive influência de ninguém para começar a ler, acho que isso partiu de mim mesmo. Mas quero fazer diferente, principalmente caso eu tiver filhos um dia. É complicado tentar algo na minha cidade, porque é interior de Minas Gerais e acredito que não iriam muitas pessoas a um evento literário, por exemplo. :c

    www.bonitapordentro.com

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas