Postigos | Carmen Presotto


O dia do amigo já passou. Mas como eu costumo dizer. A hora é sempre agora! E por isso, hoje trago para vocês uma resenha super especial! Vamos conversar um pouquinho sobre o Livro Postigos, escrito pela querida poeta e amiga Carmen Presotto

Mas antes de falar sobre o livro gostaria de comentar um pouco sobre o porquê de eu trazê-lo hoje ao blog. Digamos que hoje é um dia de aniversário. O dia em que eu a Carmen comemoramos quatro anos de amizade! No início pelo Facebook por meio do  poético Vidráguas, mas as teias foram se estendendo e já "desvistualizada" nossa amizade completa hoje 4 anos de caminhada. 

Mas por que trazer aqui a resenha de Postigos?

Foto Vanessa Vieira
Título: Postigos | Autora: Carmen Silvia Presotto | Gênero: Poesia | Editora: Vidráguas |  
Ano: 2010 | Páginas: 88 | ISBN: 978-85-62077-04-3

Um pouco depois de entrar no grupo começamos uma parceria com o projeto poesia nas escolas. E a Carmen gentilmente me cedeu alguns livros publicados pela Editora Vidráguas para que pudesse compartilhar com meus alunos e também estender minhas leituras. 

Entre estes livros, lindos, encontrei Postigos. Livro que li em uma respirada, mas que voltei e reli diversas vezes e ainda releio. É cativo na cabeceira. 

Na obra Carmen nos convida a mergulhar nos versos e se deixar banhar pela sua magia. Porque como nos diz no poema Lua Nova "molhados, menos tontos, cortaremos  melhor as palavras"

Entre céus, estrelas, luas, dias e noites, embargamos nos versos e somos levados à muitos lugares e "deslugares", porque com uma palavra simples Carmen nos leva ao profundo e ao raso de uma mesma fonte. 

De tua secreta busca / Sou páginas dobradas /
De tuas marés, / o rio que se curva. /

Silêncio na mão da noite, /
De tua boca, sob tambores,/ Acordo meus olhos/

Silencio na mão da noite, 
Sonhas e me oceano/ Fogo azul, sangro.

Postigos é um livro que seduz, porque traz consigo a beleza de um coração banhado de poesia. E conforme bem nos diz Pedro Du Bois, poeta que escreveu o texto apresentado na orelha do livro, a literatura de Carmen seduz "pela inconstância com que nos lança ao desconhecido de tudo o que conhecemos". E como leitora e amante destes versos só tenho que concordar com o poeta.
Poesia boa é poesia viva, que nos faz transbordar os pensamentos, ir e voltar sem contudo perder os sentidos do pensamento e esta é uma das habilidades mais presentes nos versos de Carmen. A conVersa, o sentido, a pausa, a vida... São sempre questões observadas nos poemas de Carmen nesta obra e em outras que ainda apresentarei aqui!
O Livro está dividido em três momentos especiais. Postigos Naturais, Postigos Lunares e conta também com poetas convidados. Que de forma belíssima se achegam à roda para um belo momento de vonVersa.

Vale a pena conhecer e se deliciar com Este derramar poético. E para além disso aproveitar o momento que é único e por isso mesmo poético!

"Há dias tão cinzas / que assombro céus / Condenso paredes /
escuto fantasmas / Nas folhas em pauta /
me reencosto à lua."


 É sempre um prazer ler os versos da Carmen. E ter sua companhia! Espero que vocês tenham gostado e que a poesia possa se esticar até vocês. 

Carmen Silvia Presotto
Para aqueles que quiserem conhecer um pouco mais o trabalho desenvolvido pela autora há uma Página no Facebook (aqui) onde vocês podem acompanhar postagens do Vidráguas. Há também o Site da Editora ( aqui). E para você que gosta de escrever e ler poesias há o grupo Vidráguas onde diariamente compartilhamos versos e opiniões (aqui) Chega mais!







Comentários
10 Comentários

10 Comentários:

  1. Olá, uma amizade virtual de quatro anos precisa mesmo se celebrada :3 ... primeiro, admito, que fui buscar o signficado de postigos, adorei, embora não seja boa leitora de poesia, fiquei curiosa, escreves muito bem e desperta nossa curiosidade para obra :*
    www.monicadk.com

    ResponderExcluir
  2. Adoro essas amizades despretensiosas que começam como se não quisessem nada e se tornam totalmente importante.
    Preciso me acostumar mais a ler poesias não costumo ler muitas, mas gostei bastante do pouco que você mostrou do trabalho dela.
    Abraços.

    milcaretas.com

    ResponderExcluir
  3. Adoro essas amizades despretensiosas que começam como se não quisessem nada e se tornam totalmente importante.
    Preciso me acostumar mais a ler poesias não costumo ler muitas, mas gostei bastante do pouco que você mostrou do trabalho dela.
    Abraços.

    milcaretas.com

    ResponderExcluir
  4. Oláá
    Não sou fã de poesias e coisas do gênero mas quero aprender a gostar então curti o post, muito legal saber do trabalho dela

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Vanessa eu gosto muito de poesias, mas preciso ler mais, essa vida corrida é fogo, gostei do poema que postou, e concordo com você uma amizade verdadeira deve ser muito comemorada. Dica mais que anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Estou lendo bastante poesia ultimamente, admito que Postigos despertou uma grande curiosidade, espero poder ler em breve, adorei sua conexão com o livro e a própia autora.

    Abraços, Heitor Botti
    shakedepalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Hoje é o dia da poesia, nos blogs que leio! fico feliz em ver que o poesia encanta muitas pessoas. Não conhecia o livro, mas pelos trechos colocado na resenha e pelas suas ponderações, podemos perceber o quanto é bela e emocionante.

    Ah, e que lindo poesia na escola!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. De todas as resenhas que eu li hoje, está sem dúvidas me chamou mais atenção, principalmente quando você citou "Há dias tão cinzas / que assombro céus / Condenso paredes /
    escuto fantasmas / Nas folhas em pauta /
    me reencosto à lua."
    Foi como se o livro estivesse suplicando minha leitura.
    Abraços!!!
    A Nerdologia

    ResponderExcluir
  9. Achei a capa linda! E que poesias bonitas <3
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  10. Oii achei muito linda a capa do livro, mas infelizmente esse não é o tipo de livro que me interessa justamente por que eu não gosto muito de poesias.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas