Resenha: Montanha da Lua - Mari Scotti

Olá Pessoal! Tudo bem? Hoje vim trazer para vocês a resenha do livro Montanha da Lua, escrito pela autora Nacional Marri Scotti

Esse livro chegou a mim, por meio da parceria entre o blog e a autora. Eu já tinha visto o livro antes e já era apaixonada por essa capa bafônica!!! Amo romances históricos e essas capas lindas, com foco na roupa da mocinha. Essa, da capa vermelha, já tinha me feito querer ler o livro antes mesmo de saber do que se tratava. Então vamos à resenha?


Título: Montanha da Lua ( Livro 1)
Autora: Mari Scotti
Editora: Amazon
Série: Família Hallinson
Páginas: 281
ISBN: B00XF1F7FE
Formato: Ebook
Skoob
Sinopse: Há séculos, uma verdade acompanha cada herdeiro do ducado de Bousquet: A Maldição dos Hallinson’s. Conta-se que a tragédia os acompanha, levando à morte as esposas em seu primeiro ano de matrimônio. Geração após geração, aprendem sua sina e a regra a seguir para possuir uma união frutífera e longa. Octávio Hallinson Segundo sofre as consequências de não seguir esses ensinamentos. Viúvo, isolou-se da sociedade, fugindo da responsabilidade de casar-se novamente para providenciar um herdeiro para seu título. Um homem marcado pela dor. Mical Baudelaire Nashgan sempre foi uma mulher decidida, enfrentando as ordens de sua tia e negando-se a seguir o protocolo que obrigava mulheres a procurar maridos apenas por posse de títulos e dinheiro e não por amor. O posicionamento contraditório aos costumes afastou os candidatos, tornando-a uma das únicas solteironas que sua província conheceu. A mais bela dentre elas. Uma tragédia a coloca frente aos perigos da floresta aos pés da Montanha da Lua e seu futuro torna-se incerto e assustador. 


Logo no início do livro, eu já estava apaixonada pela história!! Juro que cheguei a sonhar que estava passando pelo mesmo que Mical (eu vou confessar que demorei para conseguir associar esse nome a uma mulher, mas consegui!). Bem, Mical é o tipo de mocinha que adoro nos livros de época: aquela que está sempre a frente do seu tempo. Que não está nem ai para regras e convenções sociais. 

Foi morar com seus tios ainda jovem, e se recusou a casar por convenção ou dinheiro. Tinha um sonho: o de se casar por amor. E contra todas as tentativas de sua rígida tia e, sempre apoiada pelo seu mais que fofo, tio, os anos foram passando e Mical não se casou. Por fim, sua tia pareceu desistir.

Era considerada uma linda mulher. Linda... Mas solteirona. 

"Vi-me livre de tentativas matrimoniais apenas aos vinte e cinco anos, quando ela finalmente, compreendeu que, sem amor, eu não me casaria. Desconfio que minha idade deselegante cooperou também." 
Por conta da sua tendência a fugir das convenções sociais, Mical vai parar na Montanha da Lua e acaba conhecendo Octávio. Por motivos que não posso revelar sem dar spoiler, os dois acabam passando alguns dias juntos, numa simples cabana e eu ri muito com as suposições de Mical e com o humor de Octávio. 

Aproveito aqui pra lembrar que o livro não é recomendado para menores de 18 anos. Cenas calientes fazem parte da história. Dai, acontecerão muitas idas e vindas. 

livros, leituras, ebook, resenhas, dicas literárias, Mari Scotti, pensamentos Valem Ouro, autores nacionais


É um casal que se ama, desde o início, é uma luta pela aceitação do amor. Para Octávio, é muito difícil, devido a toda a maldição que ele acredita carregar em seu sobrenome e por muitas vezes quis bater nele!! Ele é um homem atormentado pela crença em uma maldição que foi passada de geração a geração em sua família, estando tão enraizada nele, que fazia com que ele não conseguisse pensar em nenhuma alternativa pra isso. 

Tem um capítulo extremamente emocionante, que me levou às lágrimas em pleno ônibus e fez passageiros me olharem como se eu fosse louca... É o capítulo da tia e só posso dizer uma coisa.... Preparem os corações... Porque é doído, viu? 

Mical é um exemplo de mulher. Forte, decidida. E olha que ela passa por muuuita coisa no decorrer da história. Uma mulher ciente do seu amor e disposta a tudo para preservá-lo. 

A escrita da Mari é deliciosa. Fiquei com medo, porque muitas vezes ao lermos um romance de época, ele tem uma escrita mais difícil, mais pesada. Esse não. A leitura é surpreendentemente leve e fácil. Da pra ler super rápido. É do tipo que você pega e só larga quando termina! É apaixonante e te deixa sempre naquela expectativa... "O que vai acontecer agora?"; "Ah não.... De novo não!"

Eu simplesmente amei o livro e estou doida pra ler o segundo... Mari Scotti está de parabéns. Escreveu um romance incrível, uma linda história de amor, capaz de nos fazer rir, chorar, amar e sentir raiva... Amando essa parceria....

Comentários
11 Comentários

11 Comentários:

  1. Obrigada pelo carinho Marcelle! Amei sua resenha e fiquei imensamente feliz que curtiu a leitura. Não consigo ler livros de época com aqueles diálogos carregados de "vós", "tu", "istes kkk", é tão cansativo! Então tentei aliviar um pouco a linguagem antiquada. Fico feliz que deu certo pra vc!
    Beijocas, Mari Scotti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deu mto certo, Mari!!! Adorei! Concordo com vc q realmente é bem cansativo! Parabéns! Bjs

      Excluir
  2. Parabéns Marcelle. Como sempre suas resenhas fazendo minha "listinha" crescer Kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Q bom q gostou! Ah essa lista q nunca para d crescer... kkkk bjs

      Excluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Arquivo do Blog

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas