Falta de ar


Magritte

O ar que necessito
Vem da fulga
Que é meu esconderijo.
Vou e venho de lá
Como os galhos das árvores
Que balançam ao movimento
Do vento...
Sou o que sou...
E não consigo,
Não posso
Por enquanto
Ser diferente...
A falta de ar
Silencia-me a voz...
Cala-me
Faz-me nada
Porque sem voz
Nada sou...
Nada faço...
Nada....



Comentários
0 Comentários

0 Comentários:

Postar um comentário

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas