[Resenha] O LADO BOM DA VIDA

Título: O lado bom da Vida
Autor: QUICK. Mattew
Editora: Intrínseca
Tradução: RAPOSO, Alexandre
160pgs
Foto: Vanessa Vieira
Vamos à 2ª Resenha da Maratona Literária
#EuSouDoideira!!??



Confesso que nem sei muito bem como começar esta resenha. Há tantas coisas a dizer sobre leitura que...

Bom, creio que seja uma boa mencionar que Pat é uma dessas pessoas estranhamente incríveis todos nós devíamos conhecer um dia. Só fui me dar conta de que era mesmo um personagem do livro quando a leitura a acabou e não pude mais acompanhar seus pensamentos, suas atitudes, seus exercícios matinais...

No início foi interessante, pois fiquei tentando encontrar explicações para compreender o que ele dizia, mas de uma forma incrivelmente sutil Matthew Quick, o autor, nos inclui no mundo de Pat fazendo que, como ele, tenhamos vontade de querer ser simplesmente gentil ao invés de querer ter razão.

Primeiro eu me perguntava por que defendê-lo tanto das verdades da vida? Mas depois vi como foi bom para ele ir vivendo, entrando de novo para o convívio com o “mundo lá fora” como costumamos dizer.


Afinal, como o próprio Pat diz:

Se as nuvens estão bloqueando o sol, sempre tento ver aquela luz por traz delas, o lado bom das coisas, e me lembro de continuar tentando...
Ver o contorno desses tufos brancos acinzentados é eletrizante... Dói olhar para as nuvens, mas também ajuda, como a maioria das coisas que causam dor.” (p.11)

As descobertas podem ser bem mais prazerosas e menos dolorosas quando cavamos os buracos com nossas próprias mãos. Creio que este seja um dos ensinamentos de “O lado bom da vida.” Apreciar as coisas boas e ruins da vida e buscar sempre seu lado positivo, como também nos ensinou a pequena Pollyanna!

Outras reflexões que pude fazer foi sobre as necessidades que criamos quando queremos agradar alguém... Quantas coisas boas podemos descobrir sobre nós neste processo! É verdade, nem sempre vamos agradar os outros, mas podemos descobrir que nem sempre fazer o que eles nos pedem vai nos agradar e que este é o fio chamado respeito, que necessariamente, deve estar presente em todos os relacionamentos de nossas vidas.

Não vou classificar o livro nem com estrelas, nem em bom ou ruim... Tenho aprendido que com os livros o mais importante é aprender e, de fato, tenho aprendido muito com os que tenho lido neste mês!


E a música escolhida para este livro maravilhoso é: Total Eclipse of the Heart. 

Resolvi que seria esta, pois ela é descrita no livro de uma forma sensacional. Sem falar que consegui encontrar o clip da música cantada igualmente relatada no livro.

Embora o vídeo seja antigo a interpretação é sensacional. Espero que gostem!


>>Total Eclipse of the Heart. <<



Tradução aqui

Por: Vanessa Vieira

Comentários
0 Comentários

0 Comentários:

Postar um comentário

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas