'Ardência poética'


O que escrever neste branco papel 
que guardo em minhas mãos?

O que direi a ele? 
E, o que ele dirá a mim? 

Lá, dentro em mim
 há palavra e fogo que ardem e queimam. 

Mas o pensamento não me traduz 
o que fogo e palavra ardendo dizem a mim

Então, me sinto e faço louco. 
corro atrás das palavras 
da mesma forma que corro do fogo!

a racionalidade ri, 
das confusões de meus pensamentos

e como não poderia ser diferente vejo escorrer de mim 
as letras de uma dor que, hoje, ouso chamar poesia.

31/01/2015


Comentários
2 Comentários

2 Comentários:

  1. amei. nos faz pensar de uma forma diferente. obrigada por sua visita no meu blog. seguindo. amei seu cantinho
    http://dose-of-poetry.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Encantador o seu poema !!! Escrever poesias eh libertador. Parabéns por ter esse dom!! Bjsss. www.janelasingular.com.br

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas