|Resenha| Eleanor e Park





Sinopse
Eleanor é a nova garota na cidade, e ela nunca se sentiu mais sozinha. Todas as roupas estranhas, cabelo ruivo caótico, e uma vida familiar cheia de problemas, ela não poderia ficar mais de fora nem se tentasse. Então ela senta no ônibus ao lado de Park. Calmo, cuidadoso e - aos olhos de Eleanor - impossivelmente legal, Park acredita que ficar fora do caminho é o melhor jeito de sobreviver ao colegial.

 Skoob   |    Avaliação do livro:   







Eleanor e Park foi a primeira leitura que fiz como participante do grupo Clube do Livro, um projeto muito interessante que está rolando lá no Facebook e que é comandado pela Amannda Vitorino. para conhecer basta acessar este link  => aqui <= 

Este foi o segundo livro que li em formato digital e, confesso, já estou começando a gostar muito dessa ideia. Mas digital ou não devo dizer que Eleanor e Park é um livro tanto quanto surpreendente. 

À primeira vista me pareceu mais um livro escolar falando da dificuldade de uma garota de se adaptar ao novo ambiente de estudos, mas além de ser um romance colegial lindo a obra nos faz observar e valorizar a importância das pequenas atitudes. Começando pelo simples gesto de Park um garoto da nova escola de, mesmo contrariado, ceder o lugar ao seu lado no ônibus para que a novata se acomodasse. 

Também é interessante notar os aspectos físicos da mocinha descritos tão bem  pela autora. Eleanor usa roubas largas com coisas penduradas e seus cabelos longos e ruivos vivem soltos e meio bagunçados.Além disso, Eleanor conta com alguns quilinhos a mais e ma altura normal, mas não tanto para a maioria das meninas. Fato que torna a menina alvo de fofocas e possível afastamento da grande maioria dos alunos... Mas aos poucos a autora vai revelando que os motivos de ser e agir da menina estão intrinsecamente ligados ao seu ambiente familiar.

Achei interessante falar sobre este aspecto por ser algo que muito falamos, mas pouco valorizamos em nossos dias. Nos voltamos mais para o que o outro nos apresenta por sua aparência, mas não vemos o que há em seu interior, sua vivência...

Porém!!! Para nos mostrar que boas atitudes são possíveis e que enxergar o que há de melhor nos outros é uma questão de vontade, conhecemos o sensível Park. que depois de ceder lugar para a menina começou a observar que ela estava dando umas espiadas em seus gibis... Sem uma palavra ele cedeu a ela a leitura e aos poucos, mesmo sem muita conversa verbal os dois foram se entendendo entre leituras e músicas. 
Como o amor é algo que construímos, com certeza com Eleanor e Park não seria diferente não é verdade!? Depois de suas conversas silenciosas os dois começam a viver um grande romance. Que é permeado por momentos incríveis de descobertas e também por tristes consequências pelo fato de Eleanor ter uma família com tantos problemas incluindo um padrasto que a odeia... 

O final desta linda história, a gente pode interpretar da forma que quiser. Pois a autora nos dá um banho de água fria quando de repente termina o texto deixando-nos em um grande lago no meio da imaginação, digamos que bem alimentados... Mas ao mesmo tempo sedentos pela continuidade. O que será que acontece com Eleanor e Park? É a pergunta que tenho feito desde que terminei o livro... 

Mas mesmo assim, com tantas dúvidas... Este é um livro agradável. A leitura flui e embora seja uma linguagem simples e como disse no início, parecer ser um livro ingênuo. É uma história que pode nos trazer grandes surpresas e reflexões.

Sobre o livro: 

Título: Eleanor e Parck
Autora: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Ano: 2014
Páginas: 328


Comentários
2 Comentários

2 Comentários:

  1. Olá, tudo bem?

    Confesso que nunca li nada dessa autora, mesmo ela tendo ganhado muito nome no mercado atual. A premissa do livro é bem interessante, mas não faz meu estilo de livro favorito. Estou meio que cansado de livros que tem como foco apenas relacionamentos de personagens e toda a bagagem emocional que eles trazem por causa das suas relações familiares, mensagens de superação, ou os famosos sick lit do momento, quero é a boa e velha fantasia épica no meio da terra média com orcs, elfos e duendes psicopatas HAHAHAHA. Não curto quando os autores deixam finais em aberto para nós interpretarmos, motivo esse pelo qual ODEIO Dom Casmurro. Eu estou lendo para saber o final, então me dê um final HAHAHA. A capa é linda, mas não o suficiente para me fazer querer comprar o livro.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanessa!
    Acredita que nunca li um livro da Rainbow? Mas dizem que eles são muito bons, principalmente este "Eleanor e Park". Para ser sincera. não é o meu tipo de livro preferido, mas gosto de histórias que terminam em aberto e deixam espaço para o leitor imaginar o final.

    Beijos,
    Fernanda
    www.oprazerdaliteratura.com.br

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas