Momento Inspirativo #8

Pixabay - Geralt

Eu estou só. Eu não tenho ninguém. E temo nunca ter tido. Abraço minha humilde companhia do eu, e caminho pelas ruas de cabeça baixa. Os olhares me intimidam. Temo que tenha um alguém que veja além do superficial e encontre a solidão que acomete minha alma. Eu não tenho mais ninguém. Eu acho que algum dia tive um ou dois alguém por mim, mas hoje não mais. Eu sou caótica demais, entende? Sequer sei quem sou. Vivo em um mundinho paralelo, que é chato por demais. Ninguém aguenta, ninguém fica. E não é que eu queira tudo isso. Tentei sair em um certo dia, mas aí as companhias me fizeram mal. Mas porque, se hoje temo e sofro pelo só? A companhia me matava. Não era eu. Não estavam por mim. Um personagem fictício alegre, que curte a vida e paixões passageiras era tão bem aceito. Mas meu eu, tristonho, chateado, cansado. Paranoico e fissurado em escrever textos tristes. Que vive só, que mal sai de casa e nem um amorzinho meia boca bem vivido tem, não chama a atenção. Eu sou marginalizada. A escória das pessoas do mundo. Eu sou só.

Até!

Comentários
0 Comentários

0 Comentários:

Postar um comentário

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas