Resenha: Quando Finalmente Voltará a Ser Como Nunca Foi - Joachim Meyerhoff

Título: Quando finalmente voltará a ser como nunca foi
Autoria: Joachim Meyerhoff
Editora: Valentina
Gênero: Romance, Ficção Fantástica,  Literatura Estrangeira
Ano: 2016
Páginas: 352
ISBN: 9788565859974
Skoob


Isso é normal? Crescer entre centenas de pessoas com deficiência física e mental, como o filho mais novo do diretor de um hospital psiquiátrico para crianças e jovens? Nosso pequeno herói não conhece outra realidade - e até gosta muito da que conhece. O pai dirige uma instituição com mais de 1.200 pacientes, ausenta-se dentro da própria casa quando se senta em sua poltrona para ler. A mãe organiza o dia a dia, mas se queixa de seu papel. Os irmãos se dedicam com afinco a seus hobbies, mas para ele só reservam maldades. E ele próprio tem dificuldade com as letras e sempre é tomado por uma grande ira. Sente-se feliz quando cavalga pelo terreno da instituição sobre os ombros de um interno gigantesco, tocador de sinos.
Joachim Meyerhoff narra com afeto e graça a vida de uma família extraordinária em um lugar igualmente extraordinário. E a de um pai que, na teoria, é brilhante, mas falha na prática. Afinal, quem mais conseguiria, depois de se propor a intensificar a prática de exercícios físicos ao completar 40 anos, distender um ligamento e nunca mais tornar a calçar o caro par de tênis? Ou então, em meio à calmaria, ver-se em perigo no mar e ainda por cima derrubar o filho na água? O núcleo incandescente do romance é composto pela morte, pela perda do que já não pode ser recuperado, pela saudade que fica - e pela lembrança que, por sorte, produz histórias inconcebivelmente plenas, vivas e engraçadas.

Crescer em um hospital psiquiátrico provavelmente é a coisa mais louca que pode acontecer com alguém. Entretanto, o que chamou minha atenção para Quando Finalmente Voltará a Ser Como Nunca Foi (nome grande, né?) foi o fato de não se tratar de um paciente, mas sim de um garotinho que está completando 7 anos de idade e mora, literalmente, no hospital.


Seu pai é diretor do hospital Hesteberg e a casa deles fica no terreno do hospital, o que faz com que toda a rotina da família gire em torno disso. Mas vale deixar claro que, mesmo que em vários capítulos contenham história sobre os pacientes, o foco é a família de Joachim. E não é do Joachim escritor que estou falando; é do garotinho que citei lá em cima. Logo quando ele completa seus 7 anos, muita coisa importante acontece na sua vida, como por exemplo, ir sozinho para a escola. Como diz o ditado, grandes poderes trazem grandes responsabilidades, sendo assim, um dia, ao chegar atrasado à escola, Joachim encontra um homem morto e é algo bem marcante para ele
.

O livro nos apresenta uma família bem estruturada, mas com as particularidades que normalmente as famílias têm. A história segue de forma cronológica e em primeira pessoa, narrada pelo próprio Joachim. Ele conta sobre a convivência familiar e as características de cada um dos membros que habitam naquela casa. Começando por sua mãe, uma pessoa carinhosa, mas que sempre causa uma bagunça ao tentar ajudar os outros. O pai, psiquiatra de crianças e adolescentes, decide que ao completar 40 anos vai mudar muitos hábitos ruins, como por exemplo, parar de fumar e praticar exercícios. Os dois irmãos mais velhos, que fazem questão de sempre deixar claro o quanto o irmão caçula é bobo e inocente. 

A leitura foi algo novo para mim, tanto pela escrita do autor, que não conhecia antes, mas já gostei bastante, quanto o enredo. Me chama muito a atenção quando o assunto é saúde mental, comportamento e dramas familiares e é exatamente isso que encontrei na escrita de Meyerhoff. Na capa do livro tem a seguinte pergunta: "A loucura está do lado de dentro ou de fora?" É uma pergunta muito interessante, já que temos o costume de rotular quem está fora do nosso convívio, enquanto que nós mesmos podemos, às vezes, bancar os loucos. Quantas vezes nos pegamos pensando o quanto nossa família é doida?
"Joachim, o que a castração de carneiros tem a ver com maré baixa e maré alta?"

Sem dúvida é um livro em que você chora de rir e chora de emoção. Com toda leveza da leitura, você entra no mundo do garotinho e se envolve com seus sentimentos e sua experiência de vida. A amizade especial que ele cria e as descobertas que faz ao longo de sua história, inclusive da vida dupla do pai, é algo surpreendente. Cada página, cada capítulo nos faz refletir muito sobre nossa vida real e como ela se desenrola. É inevitável não pensar nos parentes. Para finalizar, preciso citar o quanto a capa é linda. Deixo aqui a indicação de uma ótima leitura de um livro com um nome gigante e que, sem dúvida, você vai amar.
"Há dias que são tão abarrotados de acontecimentos que a malha da rede de lembranças se estreita cada vez mais e acaba pescando coisas totalmente insignificantes, que, na verdade, estariam destinadas ao esquecimento."

Sobre o autor:

JOACHIM MEYERHOFF nasceu em 1967, em Homburg/Saar, mas cresceu em Schleswig. Por seu romance de estreia, Alle Toten fliegen hoch. Amerika [Todos os mortos voam alto. América], recebeu o Prêmio Literário Franz Tumler, em 2011, e o Prêmio de Literatura de Bremen. Desde 2005 é membro do Burgtheater, em Viena. Em seu ciclo de seis partes, Alle Toten fliegen hoch, Meyerhoff apareceu no palco como narrador e foi convidado para o Encontro Teatral de 2009. Em 2007, foi escolhido como Ator do Ano.

Poema: ExPassos

ExPassos



Não posso!

Nem mais um passo!

E a questão é mesmo 
de espaço e espaço.

uma hora 
o tempo 
a hora muda.

e quando 
a hora 
manda,
é tempo!

Muda!!!

No sentido
nem mais 
um passo.

Recomeço
em outro
coMpasso.

Vanessa Vieira

Resenha: Nenhum Lugar para Fugir (KGI2) - Maya Banks


Olá pessoal!! Vamos dar retorno à essa série que adoro de paixão! Vamos falar do segundo livro da série: Nenhum lugar para fugir.


Título: Nenhum Lugar para Fugir
Autoria: Maya Banks
Série: KGI 2
Páginas: 128
Obs.: A série foi traduzida pela equipe TWKliek ainda não possui o livro físico em Português)

Sinopse: "Sam Kelly foi o seu primeiro amor. A última pessoa que Sam Kelly esperava retirar, ferida do lago, era Sophie Lundgren. Uma vez compartilharam um caso breve e intenso enquanto Sam estava à paisana, e em seguida, ela desapareceu. Ela passou os últimos meses fugindo, sabendo que qualquer erro custaria sua vida e a de seu filho não nascido, o filho de Sam. Agora ela reapareceu com o aviso para Sam: dessa vez, é ele quem está em perigo. Agora ele é sua última chance. Sam tem muitas perguntas pra ela antes de deixá - lá escapar novamente, como porque ela desapareceu, em primeiro lugar. Desta vez ele promete não ser seduzido. Mas um olhar em seus olhos, e a paixão queima novamente, e Sam sabe que fará de tudo para manter a ela e seu filho seguros. No entanto, o passado obscuro de Sophie é mais perigoso do que ele imagina, e a única maneira de sobreviver para cada um deles é superar."

Sam é o mais velhos dos irmãos Kelly. Está sempre ali, tomando conta de tudo e de todos. É ele quem comanda as operações na KGI. Segue as regras e exige que cada irmão as cumpra também. Até Sophie...

Numa missão no México, Sam se envolve com Sophie, uma jovem garçonete. Eles se entendem muito bem na cama e seu relacionamento é de muito  toque, muita sedução e muito, muito sexo ardente. Eles se encaixam e são perfeitos juntos. Apesar de contrariar todos os seus princípios, após o fim da missão,  Sam volta para ir atrás de Sophie. Só que a menina simplesmente desapareceu!

Sam passou os últimos cinco meses, desde que voltou do México, com sentimento de frustração muito grande. A missão foi um fracasso. E ele perdeu Sophie. Ele não admitia, obviamente, mas ele tinha ficado mexido. Ele não conseguia pensar em outra coisa que não fosse naquela garota quente e no porque ela sumiu. Sua cabeça não estava focada e seus irmãos já começavam a cobrar que ele voltasse a focar no trabalho. As equipes da KGI já estavam inquietas e precisavam ir para uma missão! Até porque, seu irmão Garret estava atrás do cara que derrubou sua equipe nas forças especiais e a coisa estava pra esquentar a qualquer instante.

"Garret não é o problema agora, - disso Donovan, incisivamente. - Você é. Precisa puxar a cabeça pra fora do atoleiro, e precisamos voltar a trabalhar."

Os irmãos estão tendo essas conversas, enquanto bebem e comem um churrasco no deck, no lago. Até que Sam avista algo no lago e mergulha para ver o que é. Garret vai ajudá-lo e eles descobrem agarrada a um tronco de árvore, muito ferida e ainda por cima, baleada, uma mulher. Eles tiram a mulher da água e aí descobrem que ela também está grávida. Quando ela abre os olhos e Sam dá enfim, uma boa olhada em seu rosto, qual não é sua surpresa, quando ele vê Sophie à sua frente!!!

Sam automaticamente calcula que o filho possa ser seu e como bom Kelly, sabe que fará qualquer coisa pra manter Sophie e seu filho a salvo de todo mal. Só que não só Sam, como todos ali têm muitas perguntas a Sophie. Perguntas que ela não sabe se está segura o suficiente para responder. E tudo piora quando Sophie revela seu passado. Aí não só Sam, como todos os irmãos Kelly passam a alternar sua voraz necessidade de proteger a ela e ao bebê e sua falta de confiança nela, por tudo que ela carrega com ela.

Estamos diante de um livro muito quente, permeado de cenas de sexo, já que a paixão entre Sam e Sophie é muito forte. Muitas daquelas cenas já presentes no livro anterior e que marcam a série, de tiros, bombas, resgates... Ação do início ao fim. Se prepare para mais uma vez perder o fôlego!

Até mais!

Momento Inspirativo #9


Eu sentei a espera do grande amor, dias antes de você aparecer. E eu rezei aos céus que fosse bom. Alguém doce o suficiente para que eu não me quebrasse ao meio, pela milésima vez. E sabe, amor, você apareceu. Sorriu, adocicou, ençucarou. Fez-me perder as palavras corretas e morrer de glicose. A tempestade radiante em belos olhos castanhos, contrastantes com o cabelo cor de mel. Sem extravagâncias, beleza descomunal ou o cara mais cobiçado do mundo. Sem chamar a atenção. Mas você é você e para mim já basta. Já é mais que eu esperava. Porque nada supera à sua voz nada melodiosa que se envolve por alguma música tocando na rádio, enquanto batuca com as mãos, flutuante e perfeito. Ah! Se os deuses vissem-o... Morreriam de inveja! E teriam que me proclamar a humana mais sortuda do mundo pelo simples caso de ter você.

Vanessa Ribeiro - Blog Quase em Crise

Momento Pipoca: A Lagoa Azul - O Despertar

E aí pessoal! Tudo bem com vocês? Quem aqui gosta de assistir um filmezinho com o (a) parceiro (a)?
Ficar o tempo todo agarradinho (a) e não desgrudar por nada desse mundo! É pensando nisso que resolvi criar o quadro Momento Pipoca, onde indicarei para vocês alguns filmes e espero que gostem.

Na indicação de hoje trago o filme Lagoa Azul- O Despertar.
Então pegue sua pipoca e vamos a indicação.







Dois adolescentes se conhecem durante uma festa num barco, em uma viagem de férias pelo litoral caribenho. Depois de um pequeno acidente, os dois ficam presos numa ilha deserta. Dean (Brenton Thwaites) é um garoto solitário e Emma (Indiana Evans) um menina popular e perfeita. Enquanto esperam por resgate, eles aprendem mais sobre si mesmos e as dificuldades do outro, e acabam se apaixonando.



Sei que vocês devem estar falando que esse filme é aquele que reprisa toda vez na Globo e NÃO, pois ele se passa no Netflix. Eu já tive a oportunidade de conferir as duas primeiras versões do filme Lagoa Azul e em comparação esse é bem melhor do que os já citados.

Mas voltando ao proposito dessa postagem! Em Lagoa Azul - O Despertar conhecemos Emma Robinson e Dean McMullen. Ela a garota popular, ele o garoto estranho do colégio que não fala com ninguém e é o filho único de um empresário super conhecido que não dá atenção ao filho.

Dean e Emma nunca conversaram e em um certo dia a escola leva eles "e seus colegas" para uma viagem de verão. Nesse lugar acabam fazendo uma festa em um barco sem a permissão dos professores. Mesmo não gostando de festa Emma e Dean resolvem ir.

Tudo estava indo tão bem até que Emma cai na água e Dean como bom samaritano pula para salvar a garota, mas o que eles não esperavam é que o barco começasse a andar e deixando eles à deriva em um bote em plena noite. Ao clarear o dia eles se deparam em uma ilha deserta com águas claras e ficam ali até que alguém os venha socorrer.

Neste lugar eles se conhecem, se entregam para o amor e lutam juntos para sobreviver.






Em comparação com os dois primeiros filmes "na minha opinião" esse é o melhor, pois mostra como os adolescentes de hoje em dia tratam a questão do desenvolvimento como pessoa. Enquanto nos primeiros filmes, vemos qual seria a reação de uma pessoa ao chegar na puberdade sem saber o que sabemos e se perguntando o que é tudo aquilo que está acontecendo.

Neste filme "Lagoa Azul - O Despertar" aprendemos que nem tudo é só trabalho e muito menos estudos, pois por trás de tudo isso tem uma vida que exige de sua atenção... Se fosse para mim analisar em um ponto geral, diria que este filme merece entre quatro (4) e cinco (5) estrelas.

Mas é só uma indicação e espero que gostem. Esse é aquele tipico filme que você coloca o dvd, se cobre no sofá "você e seu (sua) namorado (a)" e fica agarradinho em um dia de frio ou de chuva.




Então é isso pessoal! Espero que tenham gostado dessa indicação, comentem aí em baixo alguns filmes que vocês acham que eu iria gostar de assistir e se eu curtir trago aqui no Momento pipoca falando o que achei. OK? Bom filme para você e até a próxima. Tchaau.

Editora Parceira: FLAME EDITORIAL

Olá pessoal!



Hoje estou aqui para compartilhar com vocês mais uma novidade super bacana! 2016 está nos enchendo de boas surpresas e por isso estamos bem felizes!  Senta ai que vamos contar a vocês as novidades!

Há alguns dias fomos notificados sobre a seleção do blog para parceria com a Flame Editorial. A Editora iniciou seus trabalhos este ano (2016) e tem como meta apoiar a Literatura Nacional e novos autores. De longe ganhou minha admiração e por isso mesmo me inscrevi para a parceria. 

A Equipe da Editora é formada por cinco pessoas especializadas em áreas diferentes mas que se uniram em amor pela literatura. 

O trabalho editoral será realizado por meio de e-books. A editora busca "extrair o melhor de cada obra, e os melhores livros, para que os leitores possam viajar neste fantástico mundo das letras.


Gostaria muito de agradecer a editora pela oportunidade e desejar muito sucesso aos trabalhos! 

Saiba mais sobre a Editora 


Poema: Refluxo Pensado




Tenho um verso
Escondido no peito
Um poema pensado
e mais um poema perdido.

Um verso que
se repete e cala
de segundo
em segundo.

Um grito 
desnorteado 
e sofrido

Porque 
vive preso
e  sem sentido.

Nao!!

Não sou poema!
não sou verso!

Apenas um ser
Que pensa
E tem refluxo
Com o tempo

Vanessa Vieira

Pré-Venda da 2ª Edição de Contos de Fadas - Releitura da Realidade.


Olá pessoal! No dia 31 de agosto na Bienal de SP  a Editora Illuminare lançou o livro "Contos de Fadas - Releitura da Realidade". Um livro criativo, divertido e com ar levemente sombrio onde vários contos de fadas passam a ter um novo desenvolvimento e um final surpreendente. O sucesso do livro foi tão grande que  a tiragem inicial se esgotou.

Assim, a pedido dos autores e leitores a Illuminare está lançando uma pré-venda da uma segunda edição. E se você foi um dos que ficaram com gostinho de quero mais esta é a hora de reservar o seu!


A Nova tiragem é LIMITADA.Então corre para garantir o seu! 

Beja mais informações:

Vendas no cartão de crédito direto no link da livraria, ou via depósito bancário (Nesse caso o leitor deve enviar e-mail para editorailluminare@gmail.com com Assunto: Compra contosde fadas  - enviaremos dados bancários e pegaremos o endereço para envio do livro.)

LIVRO + MARCADOR + CHAVEIRO LIVRINHO + IMÃ TEMÁTICO + FRETE GRÁTIS.

Muitos mistérios te aguardam nesses novos CONTOS DE FADAS.

Eu no mundo das Séries
Gilmore Girls

Olá pessoas!


Em primeiro lugar gostaria de pedir desculpas pelo pequeno sumiço, mas estamos de volta e prontos para trazer coisas bem legais. Espero que gostem e que acima de tudo se divirtam! 

Para aproveitar este clima de novidade resolvi contar a vocês uma coisa interessante que aconteceu comigo. Alguns de vocês devem saber que eu não gostava muito quando o assunto era seriados. eu achava meio chato e repetia sempre que não conseguia acompanhar. 

Então, se você reparou que os verbos ali no outro parágrafo estão no pretérito então você matou a charada. Estou começando a gostar dessa coisa de série e principalmente de maratona para acompanhar os Episódios e temporadas passados. 

Tudo começou com um simples vídeo que uma amiga me mostrou. Um recorte onde a personagem principal falava sobre suas manias de leitora. eu fui buscar de descobri que a personagem se chamava Rory e que as cenas era da séria Gilmore Girl - Tal mãe tal filha aqui no Brasil



A série foi liberada completa no site Netflix no mês de Julho. Claro,  fui correndo conferir e depois do primeiro episódio não parei mais. Em duas semanas cheguei feliz à quarta temporada e super animada para as outras três que ainda estão por vir. 

Estamos falando de um seriado bem divertido e recheado de cultura, alegria e tudo o mais que você possa imaginar. 

Lorelai e Rory são mãe e filha e vivem na pequena cidade de Stars Hollow e vão mostrando pra gente uma forma divertida de lidar com as idas e vindas da de nossa existência. Lorelai é mãe solteira e cria sua filha Rory com liberdade e carinho e a todo tempo tenta fugir de seus pais por causa de alguns problemas mal resolvidos do passado. 

As duas são viciadas em café e, praticamente, todos os dias fazem a primeira refeição no restaurante do Luke. Ah!!!!!E não posso deixar de falar dos queridos moradores da cidade de Star Hollow. Todos são mito divertidos e sem dúvida importantíssimos para que assistir seja mais do que uma opção.




E temos novidade. 

A série estreou no ano de 2000 e já foi finalizada, por isso pode ser acessada completa no site, mas em Novembro desta ano (2016) seremos presenteados com o Revival: Gilmore Girls: Um Ano para Recordar que nos trará mais um no de episódios inéditos do seriado. Tem muita gente segurando os forninhos, inclusive eu, e pelo que andei pesquisando a novidade parece ser mesmo muito interessante. 


Então, se você já assistiu e quiser revisar alguns episódios essa é a hora e se você não assistiu ainda e quiser conhecer senta aí e simbora porque a diversão é garantida.

Vou ficando por aqui agora oficialmente mergulhada no mundo das séries minha gente! 
Me contem sobre as experiências de vocês! 

Até mais! 







Resenha: Não Pare! - FML Pepper

Título: Não Pare!
Autoria: FML Pepper
Editora: Valentina
Gênero: Suspense e mistério/Infantojuvenil/Romance/Fantasia/ Literatura Brasileira
Ano: 2015
Páginas: 290
ISBN: 9788565859660

Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas. E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho!
Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes... Enfim, curtir a juventude. Mas o “normal” está muito longe da vida de Nina! Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros e sobrenaturais acontecimentos? Estariam eles interligados? Seria a Morte sua companheira para toda a vida?
É chegada a hora da verdade.


Os livros que contêm histórias de suspense/mistério/terror costumam prender minha atenção de uma forma inexplicável. Foi basicamente o que aconteceu com Não Pare! já que todo o mistério que envolve a vida da protagonista faz com que você fique horas com os olhos grudados no livro, sem querer parar.


A vida de Nina Scott é muito diferente da vida dos demais adolescentes. Aos 16 anos, próximo de completar 17, Nina já morou em tantos países diferentes, já viajou tanto que está farta e seu único desejo é permanecer em um único lugar e poder criar raízes, conhecer pessoas e manter amizades como uma pessoa normal. Sua mãe Stella, é super-protetora. Ela trabalha com fabricação de lentes de contato e é essa uma de suas justificativas para se mudar tanto, pois vez ou outra, sem motivo aparente, lá estavam elas dentro de um avião, mas finalmente algo acontece e ela decide se fixar em Nova York e tentar ser uma família comum.
"Apesar de tudo, eu a amava demais. E esse amo conseguia suplantar a raiva que alimentava por suas loucuras e nossa vida cigana. Eu tinha que aprender a aceitar a mudez e o temperamento de minha mãe."
Nina tem, dentre outras, uma característica peculiar: seus olhos possuem pupilas com um formato diferente, parecendo olhos de gato, motivo pelo qual a mãe dela se especializou em desenvolver lentes de contato. A relação das duas é agradável, porém Nina sente certo desconforto com o excesso de proteção da mãe, é um amor meio diferente.

Já em nova York, Nina está bem contente em, finalmente, ficar em um só lugar, mas em um dia normal, voltando para casa, Nina quase é atropelada. Abro um parêntesis aqui para dizer que, em toda sua vida, Nina teve que conviver com situações de quase morte, precedidos de calafrios, tonturas e desmaios e em todas as ocasiões, resultou em mudança de país. Sendo assim, ela decide não contar para sua mãe o que aconteceu. Para provar para ela mesma que pode sim viver normalmente, consegue um emprego em uma livraria, mas os eventos estranhos não param de acontecer. Na escola, ela conhece Melanie, que rapidamente se torna sua amiga, além disso surge também Kevin e o assombroso e atraente Richard.


Existe uma atração esquisita de Nina para com Richard, apesar de parecer que ele a odeia. Kevin, pelo contrário, está sempre por perto, ajudando Nina de forma gentil e carinhosa. Em vários momentos ele até salva a vida dela desses "acidentes" que acontecem.

A autora do livro, FML Pepper nos apresenta um mundo surreal e durante a narrativa ela mostra uma forma diferente da criação do mundo e como céu e inferno foram separados. Mas aqui temos quatro dimensões: o Plano, o Intermediário, Zyrk e Vértice, sendo o primeiro e último, céu e inferno, respectivamente, Intermediário o local onde os humanos vivem e o Zyrk, responsável pelo equilíbrio. Não vou dar muitos detalhes dessa parte, já que é muito bem explicado no livro.

Achei a abordagem bastante interessante, mas confesso que em vários momentos perdi a paciência com a Nina. Até mais da metade do livro, a autora apresenta os personagens envolvidos e ambienta o leitor ao cenário, por isso, essa parte ficou um tanto lenta, o que não impediu que prendesse minha atenção, já que o tema, por ser bastante atrativo, fez com que eu quisesse saber o desfecho de tudo. Sobre a minha falta de paciência com a Nina, bom, nos momentos em que ela estava em real perigo, ela não entendia de fato os riscos e o tempo todo pensa que estão brincando com ela. Mas cheguei à conclusão de que isso é mais por ingenuidade mesmo, visto que a única referência de contato humano que ela sempre teve foi a mãe.


Outra coisa que me chateou foi que o Richard, o tempo todo, humilha, briga e até bate na Nina e ela se apaixona por ele. As pessoas como o Richard, que você vão descobrir do que se trata quando lerem, não possuem sentimentos bons e não são nada sensitivas, ok, mas realmente não me conformei com esse sentimento da Nina por ele. Em alguns momentos você percebe que ele deseja protegê-la, no entanto, sempre que tem uma oportunidade de ele ser grosseiro, ele é.
"E, aproximando-se de mim, Richard se abaixou e jogou água com delicadeza, deslizando seus dedos por minha face ardida. Começou limpando minha testa, minhas sobrancelhas, olhos, nariz, bochechas e, à medida em que seus dedos caminhavam em direção aos meus lábios senti sua respiração se modificar e meu coração sapatear no peito."
"[...]- Verdade?!? A única verdade que tenho nesse momento é o que sinto por você - confessei num murmúrio sofrido - Como nunca senti por ninguém, Richard. Sei que não é lógico e muito menos sensato, mas é o que sinto. É puro."
Gostei bastante do enredo no geral e algumas coisas ficaram meio em aberto, além de que há muitos rodeios para explicar o que a Nina é e qual a importância dela em todos os acontecimentos, o que causa muita ansiedade. Como é uma trilogia, então imagino que há muito o que se explicar nos próximos livros, motivo este que me deixa extremamente ansiosa para ler Não Olhe!, segundo livro da trilogia. É realmente um quebra cabeças (referência à frase escrita atrás do livro) e quero muito juntar todas as peças.

Ser apaixonada por leitura não ia de encontro à minha origem. Vinda de uma família humilde, eu não tive acesso a livros de ficção no decorrer de minha infância. Eles eram caros e meus pais esforçavam-se por comprar os estritamente necessários (e chatos!), tais como: matemática, física, química etc. Tive que deixar minha paixão pela leitura de lado e começar a trabalhar desde cedo. O tempo se esvaía, como água entre os dedos, e não me sobravam minutos para os sonhos. Porém, a mesma vida que me fez mudar de direção, deu uma guinada em sua trajetória e me colocou face a face com meu antigo e fulminante amor: os Livros de Ficção, mais especificamente, os livros infantojuvenis. Workaholic assumida, vi meu mundo ficar de cabeça para baixo quando meu médico disse que estava grávida, mas que era uma gravidez de risco e que teria que ficar de repouso durante os nove meses, caso realmente quisesse segurar o bebê em meus braços. De início, achei o máximo ficar algumas semanas sem fazer nada, só comendo besteiras e vendo todos os programas da televisão, mas, os dias foram passando e, com eles, a minha paciência se esgotando. Após um mês deitada, estava a um passo da depressão quando meu marido (e nas horas vagas, meu super-herói) entrou em ação. Vou me recordar até os últimos dias de minha vida quando ele chegou em casa carregando um presente envolto num lindo embrulho e disse com um sorriso travesso nos lábios:
"Você já dormiu demais. Está na hora de começar a sonhar."
Abri o pacote e lá estava o meu grande amor piscando para mim: um livro de ficção. E era infantojuvenil! Bom, dali em diante, devorei quantidades absurdas deles. Não sei se vale a pena dizer, mas eu li quase 100 livros em menos de um ano. Loucura, não? Mas é a pura verdade. O resto são detalhes.
E aqui estou eu...
E você, já leu Não Pare?
Até a próxima.

 

Curta também

Arquivo do Blog

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas