Resenha: Amor Verdadeiro, Jude Deveraux

Título Original: True Love
Título: Amor Verdadeiro
Autora: Jude Deveraux
Páginas: 464
ISBN: 978-85-422-0846-7
Editora: Essência
Skoob

Ambientado numa ilha paradisíaca e um dos romances mais cultuados de Jude Deveraux, best-seller americana que já vendeu mais de 60 milhões de exemplares pelo mundo, o livro conta a história de Alix Madsen. Quando ela está terminando a faculdade de arquitetura, Addy Kingsley, amiga de seus pais, morre. No testamento, a mulher estipula que a jovem tem direito a viver por um ano em sua encantadora casa do século XIX na ilha de Nantucket (Massachusetts), EUA. O relacionamento de tia Addy com a família Madsen é um mistério para Alix, mas ela aceita a oferta e, ao chegar na propriedade dos Kingsley, percebe que não é má ideia passar uma temporada ali. Além de o lugar ser um sonho para qualquer arquiteto, ela conviverá com o charmoso Jared Montgomery Kingsley, dono de um dos mais importantes escritórios de arquitetura do país e sobrinho-neto de Addy, portanto, herdeiro natural da casa. O que Alix não imaginava era que tia Addy tinha um propósito muito específico para ela quando a colocou naquele lugar: solucionar o desaparecimento de Valentina, uma das mulheres da família Kingsley, ocorrido cerca de dois séculos antes. Em meio ao verão na ilha, Alix e Jared serão obrigados a conviver, o que pode ser a chave para desvendar o tal mistério dos Kingsley


Quando fui olhar os lançamentos da Editora Planeta, gostei de "Amor Verdadeiro" pela capa e pela sinopse, embora imaginasse que haveria chuva de clichês. Pois bem, como tudo na vida, há coisas que surpreendem e esse livro foi uma delas. Eu até demorei para me empolgar na leitura, mas quando isso aconteceu, me vi devorando cada página. Um detalhe que eu não sabia é que faz parte de uma série, "As noivas de Nantucket", ainda sem outras continuações aqui no Brasil. (Amor Verdadeiro, For All Time, Ever After)



Como a história promete, somos apresentados a uma história de amor e um mistério envolvendo a família Kingsley. Quando a tia Addy, amiga de sua mãe morre e deixa a casa para Alix viver por um ano, tudo parece caminhar bem: ela acabou de terminar a faculdade de Arquitetura e um relacionamento abusivo, precisava de tempo para repensar a vida e estudar seus desenhos. Quando Alix e sua amiga percebem que o grande Jared Montgomery, arquiteto famoso está na ilha, a garota se empolga para mostrar um projeto. O cara é um ídolo para elas. O que Alix não sabia era que Jared faz parte da família Kingsley e está mais no passado dela do que ela mesmo.



Quando os dois se conhecem é quando a trama engrena. Porque apesar de ter como pano de fundo o mistério do sumiço de Valentina e um fantasma, Sr Caleb, a procura de respostas por 200 anos, o que nos prende na história é a química entre Jared e Alix. Ela tenta não fazer a "fã bicho" perto dele e até esconde seu esboço de capela, mas ele já a enxerga como alguém talentosa, inteligente e diferente de qualquer mulher que conheceu. Talvez o clichê esteja aqui, percebemos que esse amor é quase que instantâneo. Porém, em contrapartida, o desenvolvimento não e tão rápido assim, os dois se conhecem bem a fundo antes de termos cenas bem calientes narradas. A história é narrada em terceira pessoa, com ênfase maior nos momentos de Alix ou Jared, juntos ou separados. Mas ainda há outros personagens muito bem construídos.

“Ele tinha até 23 de junho, apenas algumas semanas, para descobrir o que havia acontecido com a mulher a quem amava tanto que nem a morte poderia separá-los.” P. 15-16

Victoria, a mãe best-seller e louca de Alix, seu pai, o arquiteto Ken, sua melhor amiga Izzy, que está prestes a se casar e vive a pressão das famílias, os parentes de Jared na ilha e os parentes que vão aparecendo quando desvendar o mistério de Valentina se torna prioridade. Nessa parte, dá para confundir-se um pouco, porque são muitos nomes que chegam abruptamente mas nada que uma relida não resolva. Alix descobre que tia Addy a queria na ilha porque somente ela poderia resolver tal mistério e porque somente ela pode ver o espírito de Caleb, ninguém da família pode, só os primeiros filhos, os Jared's. 

Caleb sorriu:
- Você esperou trinta e seis anos por Alix. Por quanto tempo mais esperaria?
Jared não hesitou: - Para sempre.
- É isso mesmo - Caleb concordou. - Espera-se para sempre o amor verdadeiro. (Amor Verdadeiro - Jude Deveraux, página 458)

É nessa trama envolta de amor e mistério, que Jude Deveraux nos insere em um ambiente maravilhoso e com uma história envolvente. Sério, procurem Nantucket para ver o porquê Alix ficou louca com a ilha. Outra questão que eu amei, foi que ao final, com essa história de fantasmas e reencarnações, todos os personagens estavam aonde deveriam estar, finalmente. Com um desfecho satisfatório, recomendo a leitura. E aproveitem as piadas do fantasma Caleb!

A diagramação está ótima mas a capa, apesar de bonita, não tem muito haver com os dois personagens principais nem com a mensagem que o livro passa... No mais, com todos os clichês que um romance possa oferecer, "Amor Verdadeiro" pode não empolgar de cara mas merece uma chance.


Besos!

Comentários
5 Comentários

5 Comentários:

  1. amei a resenha. fiquei louca pra ler esse livro
    http://dose-of-poetry.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bacana Carla! Feliz que tenha gostado. Depois nos conta como foi a sua leitura!

      Excluir
  2. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas gostei bastante da premissa dele, principalmente por apesar do amor quase que instantâneo, o desenvolvimento não ser tão rápido.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Juliana,
    Achei o enredo interessante, porque eu não sei se iria gostar de ganhar uma estadia numa casa através de herança, não. kkkk Mas esse lance de desvendar o mistério do desaparecimento de uma mulher foi bem interessante, fiquei curiosa, acredito que faria a leitura, sim.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Esse livro parece ser interessante, pois é um romance que consegue "fugir" do clichê. Me interessei bastante, só não vou adicioná-lo na minha meta de leitura porque estou com muitos romances incluídos, mas fica pra um futuro...
    Abs e parabéns pela resenha ^^

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas