Dicas de leitura: janeiro

Hey pessoal! Primeira dica de leitura do ano. Hoje eu trouxe quatro livros para quem está buscando começar o ano só com coisas boas!


Laços - Bianca Sousa





Apesar da aparência frágil, Lívia é perigosa. Aprisionada em uma torre por uma bruxa cheia de segredos e um passado obscuro, Lívia e ela estão mais entrelaçadas do que gostariam. Contudo, a chegada de um misterioso caçador ao reino de Corvina pode pôr tudo a perder e trazer à tona medos e desejos há muito esquecidos. "Não existem leis, somente 3 regras: Nunca brinque com a vida, a morte e o destino. Principalmente se eles estiverem de mãos dadas com o amor.





O QUE EU ACHEI: Nunca tinha lido nenhum romance de fantasia, ou gótico, como chamam por ai. Bianca é parceira lá do blog e arrasa na Amazon. Uma leitura fluída, onde a autora nos deixa curiosos e nos entrega na medida certa. Qual será o laço que une Lívia e Felipe? Brianna e Lívia? Lívia e Gabriel? Vampira, bruxa, caçador e príncipe. O reino de Corvina é excelente. Indico e indico muito. Tem resenha lá no meu blog, Coisas da Juu.


Put Some Farofa - Gregório Duvivier




Don’t repair the mess. The house is yours. I make question. Pardon anything. Go with god. Come back always. Publicada em Julho de 2014, a crônica que dá título a este volume, que cria uma conversa imaginária de um brasileiro com um gringo visitando o Brasil durante a copa, rapidamente se tornou um viral de internet, até ser comentada em artigo do Washington Post.  Trata-se de uma amostra da verve humorística — embebida de zeitgeist, crítica ferina e muito afeto — de Gregorio Duvivier, um dos autores mais promissores do Brasil na atualidade. Reunindo o melhor de sua produção ficcional, Put some farofa traz textos publicados na Folha de S.Paulo e esquetes escritos para o canal Porta dos Fundos, além de alguns inéditos.  Se Gregorio traz o raro dom da multiplicidade, tendo se destacado no cenário cultural brasileiro ao mesmo tempo como ator, roteirista, comediante, cronista e poeta, também múltiplo é este volume, que transita entre ficções, memórias de infância, ensaios sobre artistas que o influenciaram, artigos panfletários, exercícios de linguagem e outras experimentações. Os textos vão da pauta que está sendo debatida naquele dia no jornal ao completo nonsense; do amor ao ódio, do íntimo ao universal.
No conjunto, o que espanta no autor é o frescor, a coragem, a visão transformadora e, sobretudo, a capacidade inesgotável de se renovar a cada semana, contando sempre com a inteligência e a sensibilidade do leitor.

O QUE EU ACHEI: Amo crônicas e o Gregório é um dos melhores da atualidade. Com tiradas irônicas, sarcásticas e ás vezes bobas, ele manda o seu recado. Tem muitas esquetes do Porta dos Fundos também (aqueles vídeos deles do Youtube). Livro para ser devorado rapidamente ou para ir se deliciando com uma crônica ou outra ao longo do tempo. 


O sal da vida- O que faz a vida valer a pena- Françoise Héritier




Existe uma forma de leveza e de graça no simples fato de existir, que vai além das ocupações, além dos sentimentos poderosos e dos engajamentos políticos. É sobre isso que este livro fala. Sobre esse pequeno plus que nos é dado a todos: “O Sal da Vida”. Nesta meditação, nesta espécie de poema em prosa em homenagem à vida, totalmente íntimo e sensorial, a renomada antropóloga Françoise Héritier vai atrás das pequenas coisas agradáveis (às vezes nem tanto) às quais aspira o mais profundo do nosso ser: as imagens e as emoções, os momentos marcados de recordações que dão sabor à vida, que a tornam mais rica e mais interessante do que muitas vezes acreditamos que ela seja, e que nada nem ninguém poderá nos tirar, nunca, jamais!


O QUE EU ACHEI: A autora, através de uma carta, fala dos assuntos mais banais, para se chegar ao que é o "sal da vida", o viver de fato. É bem reflexivo e inspirador. Fiz resenha aqui.


Depois a louca sou eu - Tati Bernardi




Em Depois a louca sou eu, Tati Bernardi escreve sobre a ansiedade com um estilo escrachado, ágil, inteligente e confessional. As crises de pânico, a mania de organização, os remédios tarja-preta e os efeitos da ansiedade em sua vida aparecem sob o filtro de uma cabeça fervilhante de pensamentos, mãos trêmulas, falta de ar e, sobretudo, humor.
Tati consegue falar de um tema complicado, provocar gargalhadas e ainda manter o pacto de seriedade com o leitor. A capacidade de rir de si mesma confere a tudo isso distância, graça e humanidade.
Depois a louca sou eu é a entrada em cena de uma escritora que ombreia com os melhores da nova literatura brasileira.


O QUE EU ACHEI: Nunca tinha lido nada da Tati Bernardi mas sabia da popularidade dela, principalmente na internet. As frases de efeito da autora estão espalhadas por aí. Através de crônicas (super bem-vindas), a autora nos conta um problema que enfrentou: a depressão com uso de medicamentos. Ela nos relata surtos, ataques e memórias da infância. Resenha  aqui.


E aí, o que acharam?  Bora começar o ano com o pé direito?
Besos!

0 Comentários:

Postar um comentário

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas