Resenha: A República da Propina - Márlon Reis

Título:  A República da Propina
Autoria: Márlon Reis
Editora: Planeta
Gênero: Ficção, Política
Ano: 2016
Páginas: 176
ISBN: 9788542208771

Um dos criadores da lei da ficha limpa, o juiz Márlon Reis trabalhou por quase duas décadas no interior do país acompanhando processos eleitorais. Também leu mais de mil sentenças da Justiça Eleitoral, além de estudos internacionais. Essa imersão em histórias de compras de voto e outras fraudes originou este romance que, nas palavras do autor, “não é bem uma ficção; é uma trama baseada num realismo nada fantástico”. O narrador é Cacá Furtado, assessor do deputado federal Cândido Peçanha – que, por sua vez, protagonizou o best-seller O nobre deputado, publicado por Reis em 2014. Em A república da propina, Cacá relata histórias inspiradas em casos reais, como o do prefeito eleito que mandou capangas retirarem a caixa d’água de uma eleitora ao descobrir que ela votara em outro candidato – e se tornou o primeiro político do país a perder um mandato em virtude da compra de um único voto. Ao longo dos anos, Cacá descobre sua vocação: escrutinar almas em busca de favorecimentos. Seja o velho Jonas, disposto a fazer campanha em troca de remédio para impotência, seja o candidato Dinho do Filé, massacrado nas urnas depois de se recusar a presentear sua comunidade, todos fazem Cacá perceber que a dignidade sempre está à venda. É tudo uma questão de saber o preço de cada um.
Já fazia um tempo que eu queria ler esse livro, já que me interesso muito quando o assunto é política. Quando vi a possibilidade de escolher ele, não pensei duas vezes, não é atoa que levei um dia para terminar a leitura. Duas coisas contribuíram bastante para minha leitura rápida desse livro: 1) é um livro curto e a diagramação ajudou bastante; 2) a história, mesmo que você não entenda ou não goste do tema, é muito atrativa. 
Escrito pelo juiz Márlon Reis, A República da Propina mostra de forma aberta como ocorrem as compras de voto pelo Brasil. São casos que, de tão reais, se tornam absurdos, mas que em cidades pequenas aparentam ser bem comuns. Quem vive em grandes cidades certamente ficará muito chocado e incrédulo, uma vez que estamos acostumados a lidar com denúncias grandes, como aquelas investigadas pela Polícia Federal.
"A lei morre quando nasce o eleitor pedinte."
"O político é o espelho da sociedade."
Você vai ler a história de um candidato que retirou a caixa d´água de uma eleitora depois de descobrir que ela fazia campanha para outro candidato. Parece ficção, mas eu acredito que isso realmente aconteça por aí. Já ouvi muitas histórias reais de amigos próximos que viveram no interior e disseram que isso, e coisas piores, acontece de verdade.

A história é fluida e tranquila. Não tem nada de assunto complexo, com leis e casos difíceis de resolver. Trata da vida de um homem que tinha boas intenções, que lidou com gente humilde, que conheceu a realidade de famílias pobres, mas que acabou se deixando envolver com a questão financeira e influências políticas. A mensagem que o livro passa é muito importante, ainda mais nos dias atuais em que a política está bem desacreditada, mas que os eleitores também são grandes responsáveis pelos corruptos. Pensar em si e não na coletividade é um dos principais motivos pelos quais acontecem as compras de votos. É uma questão simples: se tem quem venda, tem quem compre.
"Esses são nossos parceiros da política. Gente que enriquece roubando dinheiro de viúvas."
A República da Propina traz uma reflexão a respeito das mínimas atitudes do cidadão que faz com que ele contribua imensamente para várias coisas erradas que acontecem no Brasil, não só de hoje. Não só pessoas comuns, mas ele mostra como pessoas influentes, como pastores e blogueiros, eu colocaria até entre aspas pois são pessoas que não estão comprometidas com o que deveriam estar, também fazem o trabalho sujo. É uma leitura que eu recomendo a todos aqueles que pensam que um voto não faz diferença.
"Vivemos em uma sociedade hipócrita, exigindo das classes dirigentes aquilo que nós mesmos nunca entregamos: honestidade e comprometimento com o bem comum."

Márlon Reis, 45 anos, é Advogado especialista em Direito Eleitoral e Partidário e com atuação nos Tribunais Superiores. É um dos idealizadores e redatores da Lei da Ficha Limpa, que impede a participação eleitoral de candidatos que tenham sofrido condenações criminais em âmbito colegiado. A lei, fruto de uma iniciativa popular, foi aprovada após a coleta de 1,6 milhões de assinaturas e a mobilização de outros milhões de brasileiros. A lei já barrou mais de 1.200 candidatos em todo o Brasil. Nasceu em Pedro Afonso-TO, em 10 de dezembro de 1969. Em julho de 2012, foi o único brasileiro selecionado, entre 460 líderes, para representar o Brasil no “Draper Hills Summer Fellows”,encontro mundial sobre cidadania, direitos humanos e mobilização social, no estado da Califórnia, EUA, a convite da Universidade de Stanford.

Comentários
6 Comentários

6 Comentários:

  1. Parece bem interessante hein... E coisas como essas acontecem sim. Vejo aos montes por aqui...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino bem como seja. Claro que é bem maior do que imagino, mas ja ouvi relatos <3

      Excluir
  2. Oi, tudo bem?
    Todo mundo deveria fazer essa leitura, mas isso é mais fácil dizer do que fazer. Eu mesma não leia por não me interessar tanto quanto deveria por política.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Deve ser uma leitura bem interessante - e eu arrisco dizer que é também bem importante. Ainda mais porque uma grande maioria de pessoas acabam se influenciando pela opinião de outras (senão, os pastores - ruins - não teriam tantos seguidores).
    Acho interessante que é comentado sobre as pequenas atitudes... Eu sou da opinião de que um roubo é um roubo (seja de um material de escritório ou de 10 milhões), a única diferença entre eles é que muitos usamos a desculpa de "mas todo mundo faz", ou "não vai fazer diferença" e é assim que as coisas acabam ganhando maiores proporções...
    Adorei saber um pouquinho mais sobre o livro, fiquei com vontade de ler.
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  4. Não tenho o costume de ler obras do gênero, mas com certeza tenho consciência que algumas vezes são necessários. Lendo sua resenha achei chocante algumas atitudes que entram no âmbito da compra de votos. Com certeza não sabemos nem um terço do que realmente acontece dentro da nossa política. Adorei a dica.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante esse livro, mas não sei se teria estômago para o assunto.
    A lei da ficha limpa foi extremamente importante, mas mesmo ela vem sendo usada de forma esquisita pelos nossos políticos, e a população que tanto clama por honestidade está cada vez mais desonesta.
    Enfim, acho que vou colocar esse livro na lista dos talvez. Rsrs

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas