Café Poético - Ruan Veríssimo


Olá Pensadores!

Vamos falar de poesia!? Sim, eu sei que hoje não é sábado, mas como estivemos um tempo de pausa hoje resolvi antecipar este momento tão especial aqui no blog.

E a poesia de hoje foi escrita pelo Ruan Veríssimo, um jovem que conhecemos há pouco por meio da Luciana, colunista aqui do blog.  Fiquei super feliz com o contato e, de longe,  agradecida por ele aceitar mostrar seu trabalho aqui em nosso cantinho!

Vamos de verso?




O Pesar da Areia

Um castelo de areia
tentei montar pra te impedir
de entrar em mim

Um monte de mim
coloquei ao fogo
você juntou o mar
me apagou de seu coração

Cada grão de areia caído
há chacina dentro de mim
mas, eu só vejo a parte agradável.

Como é me ver do mar?
Em que barco vai chegar?
Tantas memórias ruins,
tantos dias como esse

Quando criança eu comia areia
engolia, engordava
virar um saco de pancada
ou um castelo de areia

Tenho fé na angústia
mas vivo pulando as ondas.
Já não sou rei do castelo
mas, ainda te espero.

Ainda junto às memórias
enquanto perco o sentido.
E a sereia com gentileza
rouba meu sangue

O que sobra depois que se afoga?
Que horas volta? Preciso de ti
Que areia vai te impedir de tentar?
                                                                                       




Sobre o autor:

Ruan Veríssimo, 15 anos, cursando o 1 ° do ensino médio.  Apaixonado pela realidade que existe entre o papel e a caneta, escreve frases sobre amor e suas decepções desde os 12 anos, além de ser amante da literatura brasileira e suas poesias. 



E você, quer ver seu poema aqui em nosso blog? Envie um E-mail para nós com o assunto 'Café Poético' Assim que recebermos enviaremos as informações necessárias. 

Até breve! 

Comentários
5 Comentários

5 Comentários:

  1. Olá Ruan! Gostaria de Agradecer mais uma vez por sua participação e aproveitar para lhe dar os parabéns pelos lindos versos. Espero que possamos ler mais poesias suas por aqui!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Faltam-me palavras para agradecer a você, Vanessa pela oportunidade dada ao Ruan! E a você, Ruan: orgulho define! Fico tão feliz e realizada quando me deparo com um aluno, um jovem que se interessa por literatura, leitura e escrita, meu maior impulso é incentivar, fazer algo para impulsionar esse dom. Parabéns, Ruan, pela poesia, por sua conduta exemplar em sala de aula, pelo menino educado, respeitador e interessado que você é!

    ResponderExcluir
  3. Olá Ruan,
    Não costumo ler e gostar de poesias, mas a sua conquistou meu coração de todo o ser.
    Essa poesia me fez pensar sobre o que vem depois que parecemos estar soterrados num mundo de sofrimento. Não sei te responder o que, de fato, vêm, mas acho que nós definimos isso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá! Nossa, que lindo! Amei sua poesia, é delicada e forte ao mesmo tempo (sei que é estranho, mas senti isso rsrs), tão carregada de sentimentos, que eu li sorrindo! Fiquei maravilhada! Parabéns, jamais pare de escrever! Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Não não gosto muito de poesias, mas adivinha quem cursa Letras e vai ter que muitas? Pois é...
    Fico muito feliz por ver que alguém tão novo já esteja adentrando o mundo da escrita e principalmente com poesias, que é tão esquecida algumas vezes. Parabéns para o Ruan e que ele continue escrevendo, você está fazendo um ótimo trabalho! E parabéns por essa linda iniciativa por essa coluna (acredito que seja uma coluna, né?? Rsrsrs) ! Beijos !

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas