Você já parou para ler as imagens?

No post de hoje temos algo especial. Como comentei com vocês há alguns dias (aqui) estou fazendo um curso de Mediação de Leitura. Os temas abordados são bem interessantes e as discussões infinitas. 

O Módulo 7, Mestre e Doutora em Educação Tânia Maria Souza França, trata de  leitura, arte e educação. E uma das vertentes nos leva a pensar sobre a leitura das imagens. (Você já parou para pensar sobre isso?) Pois é, Como nos dia a autora são muitas as imagens que permeiam nossos dias e muitas vezes nem sequer paramos para lhes dar a devida atenção.

"Vivemos cercados, impregnados de imagens e, no entanto, ainda não sabemos quase nada da imagem. O que é? O que significa? Como age? O que comunica? Quais são seus efeitos prováveis – seus efeitos inimagináveis?"
Roland Barthes - Citado no material de estudo acima referido 
Eu ficaria aqui falando de todos os pontos abordados durante este módulo, mas prefiro deixá-los curiosos e desejosos de fazer o curso. Já digo logo, vale muito a pena!! ( Inscreva-se)

Pois bem, no final do fascículo a autora nos apresenta a pintura Ciranda, arte de Milton Dacosta, pintor, desenhista, gravador e ilustrador brasileiro.  E, como execício, nos propõe a observar imagem e fazer algumas reflexões auxiliados por algumas questões norteadores. Posteriormente  devemos deixar fluir nosso potencial criativo partindo das influências que tivemos durante a leitura. 

CIRANDA - Milton Dacosta, leitura de imagens, Pensamentos Valem ouro, Vanessa Vieira, poesia, blog literário
 “CIRANDA”. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: . Acesso em: 17 de Nov. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7

Neste caso o meu potencial criativo fluiu para uma poesia. E bem nostálgica me relembrei da minha infância. São elas que compartilho com você nas linhas abaixo:

Saudade daquela ciranda

Olha lá, quem diria!
Em meu tempo 
toda ciranda era festa!

Os dias corriam longe...
e as tardes pediam 
tempo para canções!

Entre uma e outra cantiga 
sobrava era tempo 
para conVersações.

Menino, Menina...
Crianças, adultos e moços...
Não havia divisão.

Quem perto chegasse 
entrava logo 
na diversão. 

A empatia era forte!
Vizinho, era família
e a rua,o parque de diversão!

Quem me dera!
voltar hoje no avanço do tempo
e partilhar de novo tamanha emoção!!

Vanessa Vieira 


Bem, e você? Parou para observar com atenção a imagem? O que você vê? Sente alguma coisa? Ela te lembra algum lugar? Compartilhe nos comentários suas impressões. 

Ps.: Esta atividade me encheu de ideias e loguinho elas vão pipocar por aqui. Aguardem! 


4 Comentários:

  1. Oi Vanessa
    Gosto muito de uso este recurso em minhas aulas e fascinada fiquei ao ler a tua bela poesia inspirada na arte do Milton Costa
    Parabéns querida
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá Gracita! Que honra receber aqui tua visita! =D É um recurso muito rico não é!? Também gosto de usar em minhas aulas e Hoje, na sala de leitura também tem me surpreendido os resultados!

    Volte sempre flor!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Olá Vanessa,a sua poesia me remeteu a minha infância.Sinto representada em seus versos. Belo poema parabéns.(PS) também faço o mesmo curso que você. Estou apaixonada pelo curso.

    ResponderExcluir
  4. Voltar à Infância é sempre um presente não é!? Feliz pela visita! Este curso está sendo muito bacana!!! Abraço grande!

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas