Café Poético (Kisd) - Eloí Bocheco

Hoje nosso café poético é Kids.  Então corra lá e chame a criançada para curtir este momento!


Quem nos traz a poesia de hoje é a escritora e poeta Eloí Bocheco. Embora seu nome não seja muito citado nas grandes mídias com frequência Eloí tem um vasto trabalho publicado para o público infantojuvenil e recebeu vários prêmios pela qualidade de suas obras. Dentre os quais podemos citar o "Literatura para Todos do MEC", o "Leia Comigo!" da FNLIJ, e o "Mário Quintana", da Casa de Cultura Mário Quintana/RS


Coisa boa saber que temos autores poéticos e de qualidade para nossos pequenos não é verdade? Eu conheci o trabalho da autora por meio do livro Pomar de Brinquedo, um livro que me chamou muito a atenção enquanto eu visitava a feirinha do Mais Leitura que esteve há algum tempo na minha cidade. E é deste livro o poema que compartilho hoje com vocês! 


DAQUI NINGUÉM ME TIRA

Subo na mangueira 
pelo tronco,
desço pelo galho.
Arreda, sagui
se não, eu caio.

Uni.. Duni.. Tê...
Salamê... minguê...
Galho inclinado
escolho vo-cê!

No galho me sento
no galho me espalho
Daqui ninguém me tira.
Daqui não saio.

Manga madura
no galho.
Estendo a mão
e me regalo. 


Sobre a autora: 


Eloí Elisabet Bocheco nasceu no ano de 1955, em Zortéa, interior do Estado de Santa Catarina,  onde morou até seus 12 anos. Cursou Letras (1980), na Universidade de Passo Fundo (RS), e Pós-graduação em Alfabetização e Metodologias de leitura, na Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC/1986). Atuou no Magistério Público de Santa Catarina como professora alfabetizadora, nas disciplinas de Língua Portuguesa e Literatura, bem como animadora cultural no espaço da Biblioteca escolar, aposentando-se em 1998. (...) 
Em 1998 publicou seu primeiro livro para crianças Uni...Duni...Téia(sic). No ano seguinte, conquistou o Prêmio "Boi-de-Mamão" de Melhor Livro Infantil, conferido pela Câmara Catarinense do Livro. Em 1999, lançou A de Amor, A de ABC. As duas obras são construções poéticas que dialogam com os poemas de tradição oral e foram publicados pela editora Papa-Livros (Florianópolis/SC). (...)
A escritora tem participado de várias antologias, dentre as quais: Cuentos Infantiles Brasilenos, editado na Costa Rica, organizada por Ninfa Parreiras e Glória Valladares Grangeiro, e Presença da Literatura Infantil e Juvenil de Santa Catarina (2009), organizado por Yedda Goulart. Por duas vezes (2003, 2011), foi vencedora do Prêmio Leia Comigo!, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, com as narrativas “Não vá embora, Clarice!” (2003) e “Doses de Sonho” (2011). É necessário, ainda, destacar o papel da escritora como divulgadora da Literatura infantil e juvenil quando, juntamente com Zenilde Durli, idealizou e publicou, durante dez anos, o Boletim de literatura infantil e juvenil O Balainho. ( Fonte)


 Gosto muito de conhecer gente nova! E já estou curtindo muito o trabalho da Elói! 
Para saber mais sobre a autora acesse:


Até Breve! 

 

Postar um comentário

12 Comentários

  1. É mesmo bom conhecer gente nova! Gostei do poema! Valeu! bjs, chica, lindo fds!

    ResponderExcluir
  2. Fantástica publicação... Adorei o texto e o poema:))

    Hoje : O teu respirar ainda preenche o meu peito

    Bjos
    Votos de uma óptima noite
    Bom fim-de-semana

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela partilha.
    Gostei de conhecer esta nova escritora e adorei o seu poema.
    Um beijinho e bom domingo.
    Ailime

    ResponderExcluir
  4. Que amor! Não conhecia a autora, mas o poema dela ficou lindo demais! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Olá amiga!
    Atualizando minhas visitas, já com saudade e apreciando sua bela postagem. Amei o café poético, bela ideia e a mensagem da autora esta maravilhosa! Parabéns as duas, merecem aplausos!
    Grata pela visita, seja sempre bem vinda aos meus cantinhos. Já estou seguindo o seu que amei!

    Deixo aqui um pensamento da Cecilia Sfalsin,
    repleto de desejos bons para nós.
    “Que o nosso dia seja como Deus quiser!
    Que a vontade dEle prevaleça sempre,
    que os propósitos dEle se
    cumpram em nossa vida,
    que o amor dEle nos renove, e que Ele
    responda com milagres cada pedido
    nosso feito a Ele em oração”.
    Amém!
    Abraços da amiga Lourdes Duarte.


    ResponderExcluir
  6. Me deu saudades da pitangueira da escola, onde eu fazia mais ou menos a mesma coisa.
    Linda poesia, bonito post!
    Boa semana!

    ResponderExcluir
  7. Um poema que me fez rir. Que bonito trocadilho de palavras

    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  8. É sempre um prazer conhecer escritores brasileiros. Adorei conhecer um pouquinho da Eloí Bocheco por meio do seu post e estou ansiosa para conhecer outros.

    Beijos,
    Isa Gomes

    ResponderExcluir
  9. Oi, Obrigado por contribuir com conhecimento!!! Adorei conhecer a escritora. O trabalho infanto juvenil é tão importante neh?! É ali que formamos o ser humano...
    Ah e outra coisa!!! Essa frase no finalzinho da página, foi quem me fez parar e comentar... ela é incrível... vou leva-la pra vida

    ResponderExcluir
  10. Que legal conhecer essa autora! Achei bem meiguinha a poesia dela, que coisa mais linda! Adorei.

    ResponderExcluir
  11. Adorei o texto e o poema

    Um post super inspirador

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br