Um caso de amor e responsabilidade

Hoje estou aqui para contar algo muito especial para vocês. tão especial que vocês nem podem imaginar o quanto. Sem exageros! Estou falando do meu caso com a "Princesa" essa fofa da foto aí embaixo!



Ela chegou na minha vida em um momento muito difícil, aquele que a gente imagina que não vai acabar nunca mais...

Foi assim, Minha Prima me enviou a foto dos filhotinhos da cachorra dela e eu me apaixonei de cara por essa fofinha aí. Demorei 2 meses para ir buscá-lá porque moro longe da casa da minha tia. E logo no dia que eu cheguei lá...


Me apaixonei de novo!! Ela era ainda mais linda de perto. fiquei tão boba com a cachorrinha que esqueci de cumprimentar meus tios, avó e companhia... E o mais engraçado de tudo, me descuidei em um degrau da varanda e cai de joelho no chão.

SIM!!!! Todo mundo riu de mim  e estavam achando estranha aquela situação, afinal até aquele dia todas as vezes que eu via um cachorro solto por ai ( sendo filhote, ou não) minha reação imediata era correr... Correr para dentro de casa.

Um medo que até hoje não sei explicar de onde veio, mas que depois de conhecer a Princesa também não sei para onde foi. Hoje brinco com os cachorrinhos normalmente, como se nenhum medo houvesse existido. (heh)

Bem, trouxemos a lindinha para casa e ela se comportou direitinho no carro ( =D ) uma fofa! E quando chegamos aqui em casa tivemos que escondê-la no meu quarto, até convencer meu querido pai de que seria legal ter um "bichinho" em casa.

Foi Difícil, mas a gente convenceu, mas a "mocinha" se convenceu de que o lugar dela era no quarto. Embaixo da minha cama, se é que me entendem. ^^

Que luta para acostumá-la do lado de fora, na verdade ela não se acostumou né... Já já explico, por agora vou mostrar a vocês algumas travessuras da pequena:


Ela roubou minha almofada, E não largou de jeito nenhum!!! 


Meu travesseiro de enfeite, com carinha de cachorro... Não largou mais. Ela seu companheiro de todas as horas! =)


Um cobertorzinho, que minha mãe guardava há anos aqui em casa, também foi parar nas coisinhas da princesa! E esta foto ai e cima, registra o primeiro dia que ela consegui subir no sofá, Deu tantas cabeçadas que uma hora conseguiu... Bichinha teimosa.

Mas princesa era mesmo diferente, não queria saber de casinha não, o negócio dela era esse caixote aí em baixo, que no início foi provisório, mas depois que a casinha chegou... Ela nem ligou.



No dia que ela entrou na casinha foi uma festa! =) Mas vou confessar que demorou muito para ela se acostumar. 


Acontece, que a princesa foi crescendo,.. e começou a latir alto demais, e chorava porque tinha que ficar do lado de fora da casa. Coisas que a gente com o tempo vai contornando quando a gente mora em um quintal que é nosso, mas quando estamos em um condomínio, tudo fica mais complicado. 

Sim! Pediram para que a cachorrinha fosse embora. Eu me revoltei, mas não podia fazer nada, porque meu pai é funcionário do condomínio. Rodamos muito até encontrar alguém de bom coração que pudesse cuidar dela com o carinho que ela merece. Mas no dia que ela foi embora, chorei feito criança querendo bala... A Princesa foi para mim aquela válvula de escape, minha maior alegria ela estar pertinho dela, fazer carinho, cuidar... 


Mas sei que ela está sendo bem cuidada e muito amanda também, isso me deixa muito feliz. Vou dizendo que ela foi um vento bom que passou pela minha vida e agora está soprando em outros lugares! =) Porque a pequena só traz alegrias!

Por que que eu estou falando da minha cachorrinha neste post? 

Simples, porque é bom a gente para para refletir sobre o cuidado que devemos ter com os bichinhos, saber que eles precisam de carinho e que às vezes, para que eles estejam bem precisam estar um pouquinho longe de nós. Mas a cima de tudo, que merecem ser "respeitados" 

São animais sim, mas sentem fome, frio, sede e para aqueles que ainda não sabem ficam alegres e tristes sim! Precisamos cuidá-los e amá-los. Esse é nosso dever como cidadãos de bem! 

Você sabia que existem 10 pilares de guarda responsável dos bichinhos? Pois elas existem, e nos ensinam coisas essenciais! Veja aqui 

Vale muito a pena conhecer um pouco mais sobre estes cuidados e se você puder adotar um bichinho, Faça! Porque não há coisa mais agradável do que um amiguinho "animal"

Infelizmente não posso adotar um bichinho, não por enquanto, mas tenho como ajudar a aumentar as doações para que outros bichinhos possam ser bem cuidados e quem sabe adotados também. E este é o tema especial do  Rotaroots deste mês. 
Venha fazer parte desta turma!
Veja como nas informações abaixo



__________________________________________________________________


“Esta blogagem coletiva faz parte do projeto Abraçando Patinhas, uma iniciativa do Rotaroots em parceria com a marca de ração Max – da fabricante Total Alimentos. Esta iniciativa reverterá na doação de 1 tonelada de ração para a ABEAC , ONG responsável pelo bem estar de cerca de 1100 cães. Saiba mais sobre o projeto no site do Abraçando Patinhas  ou participando do grupo do Rotaroots no Facebook .”

Comentários
2 Comentários

2 Comentários:

  1. É ótimo ajudar esse animais e ver a felicidade deles quando você adota um deles e leva pra casa !, já adotei um e não arrependo !

    ResponderExcluir
  2. Owwn *-* Adorei essa postagem, Van!
    Sempre tive filhotes, todos adotados ou encontrados na rua... achei a proposta do rotaroots muito linda! <3

    Livre Leve Livro

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas