Um amor chamado expectativa

Por Vanessa Vieira

Arte: Mercedes Garcia Bravo

Não havia mais sonho! Todo dia ela sentava naquela janela olhava para aquela rua e nada! Nada vinha à mente. Via o mover diante de seus olhos, mas até o movimento tornava-se abstrato dentro daquele olhar perdido. 

Um ano se passou desde que naquela mesma janela, olhando para a mesma rua ela esperava com olhos ardentes a chegada de seu amado. Estava linda e pronta para o jantar que haviam combinado. Comemorariam dois anos de namoro e ela, com sua intuição feminina, já esperava pelo pedido... 

Mas ele não chegou... Passava da meia noite quando sua mãe veio tirá-la da janela e dar o tão triste recado. A lotação em que Ele se encontrava foi atingida por um caminhão desgovernado. A carga era inflamável e não houve tempo para salvar nenhum dos passageiros. 

Ela ouvia sua mãe, mas não conseguia acreditar no que ouvia... Não foi ver o noticiário, não foi ao velório nem ao enterro. Lá no fundo sabia que sua mãe não inventaria mentira tão grave. Então, já que estava a espera de seu amado, preferiu dar-lhe um adeus tímido em seu pensamento e transformar sua espera numa longa e dolorosa via de saudade. 

Seu olhar perdido na janela anunciava apenas a vontade que ela dentro de si fazia crescer. Queria ir para perto de seu amor, onde quer que ele estivesse. Mas a vida não é o que esperamos. Às vezes ela nos dá umas voltas que, no dado momento, não entendemos, mas lá na frente, depois de trancos e barrancos, nos resolvemos.... 

Mas a escolha dela foi a espera. Tentaram de tudo para tirá-la de tal amargura. Fizeram até festa em sua janela. Mas não havia jeito, seu corpo estava presente, mas sua mente havia partido há tempos. Era uma escolha sem volta. Uma expectativa frustrada.  Um amor lindo, que ficou apenas no desejo de ser intensamente vivido. 

Ela tanto quis, tanto sonhou que acabou partindo para junto de seu amado. Morreu de tristeza, mas quando a encontraram sem vida no chão do quanto... Estava sorrindo. Ninguém, nem mesmo sua mãe ousou chorar sua morte. Ela estaria bem agora. 




*************************************************************************

Este post faz parte do desafio literário  +QP Mais que Palavras. Organizado pela Lare Figueiredo e pela Ana Gabriela. Neste projeto seremos desafiadas explorar um pouco mais nossa escrita.  O desafio é mensal e sempre com um tema definido. O Tema de janeiro é: Expectativas. 

Veja outros textos do projeto: 



5 Comentários:

  1. ''Ela tanto quis, tanto sonhou que acabou partindo para junto de seu amado. Morreu de tristeza, mas quando a encontraram deitada no chão de seu quanto ela estava sorrindo. Ninguém, nem mesmo sua mãe ousou chorar sua morte. Ela estaria bem agora.'' Texto lindo!!!! Trágico mas tão leve...

    ResponderExcluir
  2. Me arrepiei com o seu texto. Carregado de sentimento. Lindo. Parabéns!

    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que texto INCRÍVEL! Trágico, mas lindo, leve, mas você sabe usar as palavras de uma forma tao magnifica que torna tudo lindo! Beijos <3

    ResponderExcluir
  4. Gente, que texto impactante! Gostei do final... Parabéns *-*
    Beijos ♥ aquela-who.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Amei o texto e o seu final!
    Às vezes, esperamos demais que quando vamos correr atrás daquilo que queremos já é tarde demais para desfrutar plenamente o momento da felicidade.
    Abraços Mika,
    Pensamentos Viajantes

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas