Momento Inspirativo #3

Por Vanessa Ribeiro

amor, vida, paixão, coração, heart, love, reflexões
pixabay
Eu não sou seu amor. Nem nunca vou ser. Mesmo quando te encontrei pela primeira vez. Sábado ensolarado, minhas mãos frias e o medo percorrendo por todo meu eu. Tinha que dar certo. O álcool percorria meu corpo ao passo que a mente gritava ter sido um erro beber naquela hora da manhã. Mas não dava, não tinha jeito. E estes pobres neurônios fritaram ainda mais naquele dia, quando horas tardaram e então eis que surge os olhos castanhos-esverdeados mais bonitos que avistara na vida. A voz docilmente perversa aos meus ouvidos, acompanhada de um sorriso contagiante. Desviei os olhos por alguns segundos, tentando evitar olhar-te por uma segunda vez. E não olhei. E me contive. E detive todo e qualquer impulso. Não tardei a correr por porta a fora, na esperança da ironia controvérsia. Mas, eu não sou seu amor. Nem nunca vou ser. No dia seguinte, no mesmo lugar, fui na esperança de te ver. E lá estava você. Sorriu e minutos tardaram até que ficamos eu, você e um mais alguém... Havia mais alguém? A sintonia era voltada a nós, no clima auge da emoção mais profunda. Os olhos fixos aos meus que intimidavam. A voz carismática, o sorriso ainda presente. E quando eu ouvi um tchau, jurei ser Adeus. Suas mãos logo encostaram na dela, e o sorriso foi contido. Pois é, eu não sou amor. Nem nunca vou ser. Eu tive que ver novamente, que analisar, que sorrir e apenas identificar quando o sorriso retornou. Não, não era miragem. Meses passaram e ali estava, de novo. Não havia de ser. O que ali, horas tardaram, tornou-se abraços, fones divididos, carinhos. Clichês dos mínimos aos máximos, dos beijos as brigas. Mas não amor. Eu não sou seu amor. Nem nunca vou ser. Os olhos comprometem-se a outros. Esquecem-se dos meus. Me deixam a deriva e que o mar do amor me faça flutuar. E apenas recito ao eu: o seu amor jamais será meu.

Leia mais textos no blog Quase em Crise

Comentários
1 Comentários

1 Comentários:

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Arquivo do Blog

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas