Resenha: Azeitona, um romance - Bruno Miranda

Oi gente! Logo que vi os lançamentos da editora parceira Planeta, "Azeitona" me encantou de cara. A sinopse me chamou mais atenção ainda e, eu que achava que era uma obra um pouco clichê me surpreendi.


Título:  Azeitona - Um Romance
Autor: Bruno Miranda
Páginas: 350
I.S.B.N: 9788542207088

Ian e Emília não trocaram mais que duas palavras desde que começaram a estudar juntos, mas é o nome dela que vem à mente dele quando precisa de uma parceira para um plano mirabolante: participar de um reality show sobre casais adolescentes que vão ser pais. Isso em troca de um cachê capaz de resolver todos os seus problemas. Ian tem dezesseis anos e foi criado pela irmã, Iris, que precisou abrir mão de oportunidades na vida para cuidar dele. Agora, quando ela finalmente vai conseguir se formar na faculdade, ele se sente na obrigação de retribuir de alguma maneira. Emília, aos dezessete anos, não quer retribuir nada a ninguém – pelo contrário, seu sonho é sair de casa o quanto antes para não discutir mais com a mãe, com quem sempre teve uma relação conturbada. O fato de que eles não são um casal nem têm planos de ter um bebê de verdade parece apenas um detalhe. Mas a vida reserva surpresas, nem sempre boas, para quem acredita que é fácil inventar a própria história. O romance de estreia de Bruno Miranda, criador do canal Bubarim, no Youtube, é uma história divertida e tocante sobre relacionamentos familiares.

Para começar, Bruno Miranda é youtuber. E tenho preconceito com youtuber. Não me levem a mal, mas fiz quatro anos de faculdade de Letras e fico extremamente incomodada quando vejo um youtuber por aí sem saber o passo-a-passo do seu livro. Mas, Bruno assim como o Christian Figueiredo, me surpreendeu. A premissa é simples: Ian está acompanhando sua irmã Iris, no obstetra e uma produtora de reality acha que o garoto está com a namorada e que será pai aos 16 anos. Rapidamente oferece a ele a oportunidade de participar do "Novos Pais" e receber um cachê bem atraente. Como a irmã está grávida, ele começa a pensar na possibilidade de ajudá-la. Iris o criou desde que a mãe deles faleceu e ele sente que está na hora de retribuir. Só tem um pequeno problema: ele não tem namorada, que dirá uma grávida! O rapaz então, convida a colega de classe Emília, que faltou por acaso no dia em que ele estava pensativo. Claro que de início ela se choca, mas não é que resolve embarcar nessa? Isso porque Emília não tem uma boa relação com a mãe e quer sair de casa.

"Você realmente vai comparar o tamanho do seu filho com comida até o final? Quando você for ganhar ele vai ser o quê? Um leitão de pequeno porte? Pág. 16
"— Eu ainda não pensei em tudo, mas acho que não tem motivos para se preocupar. É como se estivéssemos participando de um reality normal, isso não é legal? – Ian esperou a resposta, mas Emília permaneceu estática. — A única diferença é que você precisaria estar grávida. Você poderia usar talvez... aqueles enchimentos e fingir um enjoo ali, um desejo aqui... — E quando o bebê nascer? — Que bebê? — Pois é, Ian." (87)

Quando digo que seria uma leitura clichê é porque é fácil prever que o plano não vai sair como eles imaginaram e que em algum momento os dois vão se "aproximar". Entretanto, Bruno Miranda vai além. Ele explora a relação familiar de ambos protagonistas e nos mostra que o "reality" e "a mentira" são apenas um pano de fundo. Acompanhamos as loucuras das gravações e conhecemos alguns participantes e histórias (reais) de mães adolescentes, a insegurança de alguns e maldade de outras... a grande verdade é que o autor se aproveitou de toda a bagunça causada por Ian e Emília para fazer uma crítica (ou apenas mostrar) como funcionam as coisas em um reality show. Como por exemplo, a total invasão da privacidade dos personagens e as falas sempre firmes da produtora, Catarina: enérgica, mandona e bem hiperativa.

“-E o milagre da vida. – a garota disse, enquanto passava a mão sobre a barriga. – Aconteceu bem atrás daquela porta.
-No banheiro? – Catarina perguntou.
-Daquela. – Emília apontou para a próxima porta do corredor.” (Pág. 91)
 ” – Não é isso – Emília respondeu de uma forma que fez Ian pensar que talvez a tivesse ofendido. – Eu tenho a minha família, os meus amigos e o meu namorado. mas, no fim do dia, sinto que não tenho uma ligação forte o suficiente com ninguém.” (Pág. 107)

Além dos personagens envolvidos com o programa e a família dos protagonistas, há ainda Caio, menino carente filho de mãe rica, que o Ian dá aulas de Tênis (ou pelo menos finge) e que tem um foco importante na história em dado momento e o namorado de Emília, SIM! a louca embarca numa mentirada toda e nem é com o seu namorado, pode isso produção? Muitas confusões acontecem para eles se desviarem da família, do namorado e até de uma conhecida amiga de infância (Lisa) da garota que está no programa. Mas ao invés de soar repetitivo, a obra cativa. É daquelas de sair devorando e não parar até a última página. Até porque os acontecimentos são muito rápidos, no tempo perfeito.



O que me atraiu em "Azeitona" foi a ideia  de que era tudo ou nada. E o que manteve fiel a leitura foi a habilidade narrativa detalhista do autor. Nem parece que é sua obra de estreia, pois Bruno Miranda se comprometeu e fez com maestria, não deixando um furo em relação ao tema que abordou. Desde o início, eu achei que não daria certo, porque: 1- Emília NÃO está grávida, 2- A verdade sempre vem a tona. Confesso que mesmo com todos os pés atrás, e achando o plano dos dois louco demais, até que o final poderia ser bem real. É comum na televisão encontrar saídas que não manchem um produto ou a emissora. Mas, chega né? Senão entrego demais. Narrado em terceira pessoa, o que aprendi com o livro é que devemos viver como se fosse o último dia e dar valor as coisas simples. Além é claro, de que com títulos malucos se faz uma boa história! hahaha


PS: O título tem a ver com a obra, claro. Mas eu não quis contar essa parte não. Se bem que é bem fácil, eu percebi logo no comecinho e até deixei um pist.. PAREI!

PS: Preparem-se para rir e se emocionar, porque Bruno Miranda consegue esse feito.

PS3: Atenção para um verso da banda "Goo goo Dolls" ao final do livro que... UAU!

Besos

Comentários
2 Comentários

2 Comentários:

  1. Olá,

    Realmente, tem autores que nos surpreende,isso foi o caso do Autor Bruno Miranda, que me chamou a atenção na sua resenha e me deixou muito curiosa para saber o que acontece atrás dos bastidores.
    Obrigada pela dica!

    Muitos Livros e Sucesso!
    Bjs!

    booksmagiclove.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Sua resenha me deixou mega curiosa! Já quero devorá-lo também!

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Arquivo do Blog

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas