Resenha: A Mamãe é Rock - Ana Cardoso

Título: A mamãe é Rock
Autoria: Ana Cardoso
Editora: Belas-Letras
Gênero: Crônicas
Ano: 2016
Páginas: 112

ISBN-13: 9788581743288
Skoob
Sinopse: Este é um livro sobre a maternidade e todos os sentimentos loucos que as mães têm em relação a quem de alguma forma criam, seja um filho natural, adotivo, neto ou sobrinho. É sobre família e é sobre as mães também, esses seres que falam uma língua estranha e chata que só entende quem entra para o clube e se torna uma delas. Não se preocupe, não é um livro de lamentações. É o contrário: tem histórias engraçadas, singelas e verdadeiras. Aqueles que leram O papai é pop estão convidados a conhecer o lado mais in/tenso da experiência. A mamãe é rock é um recorte sem filtro dos divertidos e comoventes malabarismos que um casal moderno faz todos os dias para criar suas filhas.


Mamãe é Rock me conquistou pela capa, depois fui ler a sinopse e a coisa ficou séria. Então, resolvi solicitá-lo para leitura. Mas confesso que já estava esperando uma história com rolo e 'desenrolos' normais de uma vida em família quando... Boom!!! Fui surpreendida assim que peguei o livro nas mãos. 

Primeiro um livro recheado de imagens muito interessantes, em seguida a constatação de que eu estava diante de várias histórias  escritas em forma de crônicas, esta foi a informação que eu não conferi, mas fiquei empolgadíssima pois adoro o gênero. 

"Eu não sou mãe!"  Pensei logo no início da leitura Porém, a autora pensou na mesma coisa e logo avisou que não havia contra indicações e aí mergulhei de vez na história e confesso a vocês que não me arrependi. 

O livro como falei reúne várias crônicas sobre o dia a dia da jornalista, mulher, filha, amiga e mãe Ana Cardoso. A autora nos conta de forma bem divertida, e também muito séria e sincera, como é o lado real desse lugar de maternidade.  Sem estrelismos de super mãe que está sempre feliz e disposta a tudo para fazer seu filho feliz, mas com coragem para afirmar  que não, as mães não estão sempre felizes e que tem horas que dá vontade de sair correndo e largar tudo sim.

Só com essas informações já dá fazer uma ideia do que podemos encontrar na obra né? Pois bem, não vou contar muito até porque acredito que o livro perderia a graça, mas o que posso dizer sem dúvida é que não temos aqui um livro recheado de receitas de como fazer e acontecer, mas de uma obra que mesmo falando de coisas sérias nos faz relaxar e sorrir. 


Ana me encantou ainda mais porque não falou somente da questão mãe, tarefas, filhos e foi-se o mundo, como se ser mãe fosse algo separado do mundo real, sabe!? Ela abordou muitos temas relacionados à maternidade, mas trouxe temas sobre a vida como um todo.  Se eu tivesse que falar algo a Ana eu diria que ela é alguém que busca criar seus filhos partindo de um princípio muito básico chamado sinceridade e ainda, que só por isso já tem uma nota especial comigo.

Pra você que ainda não sabe, quem começou esta historia de falar sobre relacionamentos pais e filhos foi o Marcos Piangers esposo da Ana Cardoso. Ele escreveu o livro Papai é Pop que foi e ainda é muito aceito pelos leitores. (E que já está em seu segundo volume).  Logo depois surgiu a ideia de Mamãe é Rock e, pelo que eu já entendi, depois de algumas leituras, também está conquistando corações!


Então, se você gosta de livros leves, com boas doses de risadas, que abordem o tema família e ainda trazem aquela reflexão básica sobre a vida este livro é super indicado pra você.

Ah, não posso ir embora sem parabenizar a editora por esta obra. A diagramação está sensacional. Me encantei com cada detalhe! Parabéns a todos que se envolveram para nos apresentar este trabalho! *-*


Sobre a Autora:

Ana Cardoso é jornalista e nasceu em Curitiba em 1977. Mudou-se para Florianópolis em 1999, onde trabalhou com esportes radicais na Rádio Atlântida por seis anos, pesquisou rádios e assentamentos do MST e concluiu um mestrado em Sociologia Política. Aos 26 virou feminista, aos 27 casou com o também jornalista Marcos Piangers, aos 28 teve sua primeira filha, Anita. A segunda, Aurora, nasceu sete anos depois. Vive em Porto Alegre desde 2006, envolvida até o último fio de cabelo com pesquisas sociológicas, grupos feministas e a família.


#NOTÍCIA QUE VALE COMPARTILHAR





E como que você conheceu esta obra Vanessa? 

Bem, conheci o livro por meio da parceria do blog com a Lilian Comunica, uma empresa de assessoria Editorial. Fiquei muito feliz com a oportunidade nos dada pela empresa. Loguinho teremos mais resenhas por aqui! Aguardem!





8 Comentários:

  1. Oi, achei a premissa bem interessante e acho que com certeza leria, mesmo não sendo mãe, mas acho que seria um livro perfeito para a minha mãe, para ela se ver representada num livro, de forma bem humorada e divertida, e acho que esse livro tem esse intuito e adorei a ideia da autora, de escrever um livro, que contemple até quem não é mãe. Dica anotada.
    bjus

    ResponderExcluir
  2. Olha, eu já tinha visto esse livro por aí e ele não havia me chamado a atenção. Mas depois de ler a sua resenha, fiquei encantada por ele. Eu adoro crônicas. Lerei a obra assim que possível.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  3. Oii,
    Eu só conhecia "Papai é Pop" e já babava pelo livro, agora também quero muito esse <3
    Adorei a resenha!!!

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá...

    Não conhecia a obra e achei o tema bem bacana...adorei a resenha, parabéns!

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Olá.
    Sempre vejo posts do Papai é Pop e Mamãe é Rock, já me chamaram atenção pelos títulos e pela diagramação do livro.
    Minha mãe vive falando essas coisas que ninguém sabe o que é ser mãe até entrar para o time e ouvi durante nove meses ela falando coisas de quando a minha sobrinha nascer as coisas iam ser diferentes para a minha irmã, então por esses motivos acho interessante a leitura, porque não tenho muito interesse em ter filhos, ou só não agora, mas quero saber um pouco deste mundo antes de participar dele.
    Adorei as fotos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    Sempre vejo posts do Papai é Pop e Mamãe é Rock, já me chamaram atenção pelos títulos e pela diagramação do livro.
    Minha mãe vive falando essas coisas que ninguém sabe o que é ser mãe até entrar para o time e ouvi durante nove meses ela falando coisas de quando a minha sobrinha nascer as coisas iam ser diferentes para a minha irmã, então por esses motivos acho interessante a leitura, porque não tenho muito interesse em ter filhos, ou só não agora, mas quero saber um pouco deste mundo antes de participar dele.
    Adorei as fotos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Não me interessei muito pelo livro, apesar de ler boas resenhas a respeito dele. A parte gráfica da editora está muito bonita mesmo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Livro interessante para quem tem uma família ou estra pensando em formar uma. O livro não me atrai muito, mas acho a ideia muito bacana!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas