Resenha: Horas decisivas - Michael J. Tougias e Casey Sherman

Título: Horas decisivas - A história real do mais ousado resgate marítimo
Autoria: Michael J. Tougias e Casey Sherman
Tradução: Sandra Martha Dolinsky
Editora: Editora Única
Idioma: Português
Ano: 2016
Páginas: 256
ISBN: 978- 85-67028-81-1
Sinopse: “Você Tem Que Ir, Mas Não Tem Que Voltar.” O lema não oficial da Guarda Costeira martelava na cabeça de Bernie Webber depois de ter sido convocado para resgatar os tripulantes de um petroleiro que se rompera ao meio, numa das mais aterrorizantes tempestades de inverno da costa norte-americana. As chances de sobrevivência dele e dos três outros jovens que o acompanhariam na missão eram mínimas. Nessa mesma noite, um segundo petroleiro também se partira ao meio a poucos quilômetros do primeiro, e outra equipe de resgate estava em busca dos sobreviventes da outra embarcação. Aquele 18 de fevereiro de 1952 ficaria para sempre na memória de todos os envolvidos. Horas decisivas é o resultado da extensa pesquisa de dois autores que uniram forças para escrever sobre um dos resgates marítimos mais extraordinários da história. Quase sessenta anos depois daquela noite fatídica, o relato ainda tira o fôlego dos leitores, além de ter inspirado uma     superprodução da Disney estrelada por Chris Pine.

"A noite de 18 de fevereiro de 1952, durante uma das piores tempestades de inverno que já houve na Nova Inglaterra, no nordeste dos Estados Unidos, dois petroleiros são rompidos ao meio pela força das águas.
Quatro homens da Guarda Costeira são enviados em uma pequena lancha salva-vidas para resgatar os sobreviventes de um dos navios.Em um emocionante ato de coragem e heroísmo, os oficiais superam barreiras aparentemente intransponíveis e salvam mais de trinta marinheiros.
Essa história real é narrada neste livro em um rimo alucinante, que leva  leitor a se sentir parte da ação, que inspirou o filme homônimo estrelado por Chris Pine, Eric Bana e Casey Affleck."
Composto por 256 páginas, dividas em 3 partes, com 22 capítulos (mais prólogo e epílogo) retrata um emocionante e marcante resgate marítimo, ocorrido em fevereiro de 1952, quando em uma tempestuosa noite de inverno, na Nova Inglaterra, dois petroleiros partem-se ao meio, e salva-vidas da Guarda Costeira arriscam-se em uma tenebrosa aventura em busca de salvar aqueles que tragicamente encontravam-se naquela situação de vida e morte.

Bernie Webber é o nome "protagonista" da obra, apesar da importância relevante dos personagens secundários. Junto a seus companheiros, ele embarca em uma aventura de resgate, mas também de sobrevivência, onde a busca pela vida acaba virando a prioridade e o heroísmo dá-se o seu ar, apesar das crenças destes de terem executado meramente suas respectivas funções. Mas até onde eles teriam dívida em executar suas funções, quando posto suas próprias vida em jogo? Ao, particularmente, como boa parte, aponto como ato heroico.
Reputação é o que homens e mulheres pensam de nós; caráter é o que Deus e os anjos sabem de nós. (p.214)
Se é imerso a uma narrativa envolvente, onde o leitor encontra-se compartilhando, empaticamente, com os sentimentos e medos que todos, no momento, sentiram, e tanto tempo depois tem-se a oportunidade de reviver.

Acredito que o charme principal da obra, que apresenta fatos reais, é a apresentação dos fatos sem tentativa de "invencionar" ou tentar, de alguma forma, acrescentar atributos chamativos à trama. O livro retrata, de forma bem fiel e de caráter histórico, todos os acontecimentos daquela trágica noite e ainda nos dá uma visão sobre o posterior, de como aquele momento mudara a vida de tantas pessoas, mesmo depois de décadas passado.

Bom, foi o segundo livro sobre alguma trágica aventura marítima que li, e ambos exatamente neste ano. É por isso que, em relação comparativa ao anterior, destaco o quão cuidadoso os autores foram em trazer o relato fielmente, com caracterizações e especificações que possibilitaram ao leitor, por mais leigo que fosse quanto à questões marítimas, de poder imergir a história e sentir assim como os personagens.

Quando me diziam sobre o filme, e até sobre o livro, referente a quão inacreditável soava que tudo fosse real, eu era uma daquelas que sempre pensava que não deveria ser nada além de exagero. E não é absolutamente nada disso. É tudo tão excepcional que beira ao inacreditável. É difícil imaginar que seja humanamente possível sobreviver a uma catástrofe como a relatada e o quanto foi arriscado para salvar o máximo possível de vidas.
O capuz de minha parca ficava voando de minha cabeça, enquanto eu tentava atirar os caos até o Mercer. A certa altura, minha cabeça estava tão adormecida que esfreguei a mão nela e senti algo. Era um grande amontoado de gelo, e, quando o puxei, uma grande mecha de cabelo saiu junto. Contudo, estava tão gelado que nem senti. (p.97) 
Ressalvo, por fim, que a parte mais generosa dos autores para com os leitores foi possibilitar que detivéssemos conhecimento do depois, e principalmente no "não glamour" quanto ao ocorrido. Acho que conhecer, especificamente, o caráter de Webber e de seus companheiros, de na mídia ter reconhecimento, mas os constantes assombramentos que os encarceravam àquele dia, não tem explicação. Tudo correu da melhor maneira possível, mas os fantasmas ainda permaneceram na vida daqueles corajosos homens.

Se você ainda não conhece a obra, aceite a recomendação e leia. É, sem dúvida, uma obra espetacular, que traz uma mudança de ver significativa e cheia de lições, de como a vida pode ser um verdadeiro baú de milagres e de ocorrências inacreditáveis.

Sobre os autores:



Cansey Sherman tem três livros publicados. Em 2003, recebeu o prêmio Edward R. Murrow por Excelência em Jornalismo, como membro da equipe da WBZ Television, em Boston. Já apareceu em dezenas de programas de televisão, incluindo Today, da NBC, Early Show, da CBS, The View e America's Most Wanted.





Michael J. Tougias é autor e coautor de 24 livros. Graças às pesquisas sobre histórias de superação, Tougias também desenvolveu uma palestra para empresas intitulada "Aulas de sobrevivência: o melhor desempenho sob pressão"






Beijos, Vanessa.

1 Comentários:

Trate as pessoas da forma como devem ser. E você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser (Goethe)

Obrigada pela visita!
www.pensamentosvalemouro.com.br

 

Curta também

Blogs parceiros


Instagram @pensamentosvalemouro

Pensamentos Valem Ouro- Todos os Direitos Reservados | Layout por Qeen Design | Programação por Heart Ideas